O Epicenter da Wired provou que nem sempre fez brotar tecnologias fazedoras de dinheiro a sua vida toda – o último post deles documenta o seu fracassado dispositivo contador de tráfego, que ajudava o processo de contar carros que passavam por uma estrada.

Tendo saído direto do ensino médio, Gates – junto com Paul Allen e outro cúmplice chamado Paul Gilbert – desenvolveu o Traf-o-Data (foto aqui), que foi usado em conjunto com os tubos negros dispostos nas ruas para contar o número de carros que passavam em uma área. De acordo com Gates, a coisa toda estava funcionando perfeitamente, indicando que ele deveria convidar umas autoridades da cidade para virem dar uma olhada.

Quando eles chegaram lá para a reunião, o Traf-o-Data estava mais para Traf-o-Morto. Então o que foi que ele fez? Foi correndo pra sua MÃE, implorando para que ela convencesse os bons homens que sua engenhosa engenhoca havia funcionado.

Após a demonstração pública da sua incapacidade de mostrar colhões, Gates aparentemente fez com que o aparelho funcionasse. No entanto, ele conseguiu vender apenas UMA unidade. Mas creio que isto já seja melhor que as 0 unidades do Nada que eu vendia quando eu tinha os meus 17 anos. [Epicenter]