A adaptação da Netflix de “The Sandman”, de Neil Gaiman, terá mudanças para traduzir a história para a telinha. Em um vídeo dos bastidores, Gaiman e parte do elenco do show explicam que essa nova narrativa quer alcançar os fãs das HQs e um novo público. E talvez mostrar alguns adereços e conjuntos ao mesmo tempo…

Nos quadrinhos e na série, Morpheus (Tom Sturridge) assume muitos nomes e formas diferentes enquanto passa a eternidade se movendo entre o reino dos sonhos e o plano mortal. Quando Morpheus é capturado pelo ocultista Roderick Burgess (Charles Dance), isso desencadeia uma série de eventos que alteram a estrutura da realidade, forçando o ser mágico a fazer tudo ao seu alcance para consertar as coisas.

Embora tudo isso tenha feito uma história em quadrinhos fascinante, uma das grandes questões que pairam sobre a nova adaptação é como a Netflix faria para dar vida a esse tipo de história — especialmente após a longa jornada para chegar até aqui.

Aqui está a nossa primeira olhada na magia que traz o Sandman à vida:

No vídeo, Gaiman explica que os fãs devem entender que a série é uma coisa só. Embora não mostre quais elementos mudarão em relação ao material original, certos detalhes chamam atenção. Lúcifer (Gwendoline Christie) e o rubi, o elmo e saco de areia de Morpheus estão lá, sugerindo que aparecerão na trama de maneiras importantes.

Assine a newsletter do Gizmodo

Gaiman está atuando como produtor executivo e co-roteirista com Allan Heinberg como showrunner. Heinberg e David S. Goyer também são co-escritores. No momento, ainda não há uma data para a estreia de “The Sandman” na Netflix.