Os novos MacBook Airs são mais finos, mais descolados e, pelo formato, perfeitos para cortar queijo. Veja o que o pessoal está falando sobre os primeiros momentos com ele.

 

O Ars acredita que o pequenino Air de 11,6” “roubou a cena”:

A máquina tem praticamente o tamanho de um netbook (mas não diga ao Steve Jobs ou ao Tim Cook que eu falei isso, já que eles nutrem um certo ódio por netbooks), mas tem um teclado com tamanho completo e um trackpad com tamanho quase completo. O modelo de 13,3” parece um monstro se colocado ao lado do menor, e como um dono do antigo MacBook Air, eu confirmo que gostei muito do novo design.

Algumas (mas nem todas) as questões de nossos leitores foram solucionadas pela Apple. Sim, todos os modelos tem tela brilhante, e você pode escolher se quer 2GB ou 4GB. Não é possível fazer o upgrade de memória após a compra, ou seja, é preciso escolher bem qual o melhor pra você.

As habilidades de ligação instantânea que Steve Jobs comentou durante o evento são realmente bacanas, mas o sistema só funciona bem se o computador estiver em stand-by; não é tão instantâneo assim se ele estiver desligado.

 

O SlashGear disse que são “belíssimas e finas máquinas que provavelmente vão persuadir muitos compradores ocasionais das Apple Stores com apenas alguns minutos de passeio na loja”. E também:

O Air de 11,6” é incrivelmente fino; em sua extremidade mais fina, ele é tão fino quanto um iPhone 4. Mesmo assim, ele é bem solido, e o teclado é tão fácil de usar quanto num MacBook Pro. A tela é a primeira da Apple com aspecto de 16:9, o mesmo no modelo de 13,3 polegadas.

A versão maior tem teclado mais largo do que seu irmãozinho, e ambos ligam praticamente instantaneamente; basicamente, assim que você estiver com a tela em ângulo para uso, o OS X já está pronto para você.

Eles não estavam brincando na parte sobre o iPhone 4.

O Engadget disse que o modelo de 11,6” é “o laptop mais fino e com ares de luxuoso que nós já vimos”. Sobre o modelo de 13”:

Ele é sensivelmente maior do que o modelo de 11”, e percebemos que as teclas aqui são do tamanho padrão do MacBook, diferente do teclado apertado da versão menor. Nós também notamos que ele liga muito rapidamente – nós levantamos a tela e a abaixamos várias vezes para tirar fotos, e ele estava sempre pronto cada vez que a tela se abria.

Já Brian Caulfied, da Forbes, confirmou que eles ligam muito rapidamente:

A Apple liberou a imprensa para mexer nas máquinas agora, e os aparelhos com pele de metal são belíssimos, é claro. Eles são Macs. Mas a característica mais marcante não é cosmética. É a velocidade de boot das máquinas.

O boot completo demora menos de 15 segundos, de acordo com meu relógio. É um número bem interessante, se comparado aos eternos 50 segundos que meu notebook com Windows demora para ligar.

Xeni Jardin, do Boing Boing, tirou essas boas fotos (e a foto inicial também):