Quando o Google comprou a Motorola, muitos achavam que isto traria smartphones Android incríveis vindos da Moto. Mas não foi bem assim: apesar de aparelhos muito bons como o Razr i, o restante da linha não conseguiu se destacar, e a Motorola continuou a sangrar dinheiro.

E o Google diz que isso não deve mudar nos próximos meses: o diretor financeiro da empresa, Patrick Pichette, disse que os futuros produtos da Motorola ainda não chegam ao padrão Google.

Na Conferência de Tecnologia do Morgan Stanley, o executivo do Google praticamente deu à Motorola o oposto de um voto de confiança. Nas palavras dele:

A Motorola tem um ótimo conjunto de ativos; no entanto, ela tem uma linha de produtos que é boa, mas não está exatamente nos padrões que o Google diria ser “uau – inovador, transformador”.

Então estamos trabalhando duro com Dennis Woodside e sua equipe para tomar controle da Motorola, colocando-a em uma trajetória que nós no Google acreditamos ser a mentalidade certa, o cronograma certo. Mas herdamos esta linha de produtos de 18 meses que agora temos que escoar…

Pichette reitera desde outubro que o Google herdou uma linha de produtos que levam de 12 a 18 meses para serem desenvolvidos.

Pelos comentários, Pichette descreve a Motorola da mesma forma que descrevemos algo que atrasa nossa vida, mas que é difícil de largar: provedores de internet, operadoras de celular, relacionamentos estagnados etc. Basicamente, o que a Motorola está fazendo agora não é o suficiente para o Google.

Esperamos ver ainda em 2013 um smartphone da Motorola que seja realmente a cara do Google. Aqueles rumores do X Phone bem que podiam se tornar realidade até o final do ano. [The Verge]