Mesmo quem não assistiu a um episódio sequer de Round 6 (ou Squid Game, como preferir) teve contato com o roteiro da série graças aos memes, imagens e spoilers que circulam na internet. A série sul-coreana tomou conta da audiência e pode se tornar o show mais assistido da Netflix, superando Bridgerton.

Uma pesquisa realizada pelo grupo BTG Pactual apontou que a série já impactou mais de 165 milhões de pessoas na web. Para ter uma noção de comparação, a própria Netflix tem cerca de 209 milhões de assinantes

Round 6 não hesita em deixar o suspense no ar. Mesmo com tanta violência e dramas cercando a vida dos personagens, os olhos dos espectadores ficam grudados na tela. 

A narrativa conta a história de centenas de jogadores que, sem dinheiro, aceitam um convite para uma competição de jogos infantis e o vencedor leva para casa um prêmio tentador. O que eles não sabem, é que as apostas são altas e mortais.

Que o público gosta de enredos na linha de Jogos Mortais, isso não é novidade. Apesar disso, o que torna Round 6 esse fenômeno mundial? 

Em entrevista à BBC, Kim Pyeong-gang, professor de conteúdo de cultura global na Universidade Sangmyung, na Coreia do Sul, disse que o sucesso da série pode ser atribuído ao fato de que as pessoas, principalmente a geração mais jovem, que normalmente sofre de alienação e ressentimento na vida real, parecem ter empatia pelos personagens.

O jogo retrata personagens marginalizados pela sociedade, viciados em jogos, desempregados e todos com problemas financeiros. Nesse sentido, o público parece se identificar com eles.

Assine a newsletter do Gizmodo

O diretor da série, Hwang Dong-hyuk, contou à publicação que as pessoas ficaram atraídas pelo constraste de ver adultos sem esperança colocarem suas vidas em risco para ganhar um jogo de criança. “Os jogos são simples e fáceis, de forma que o público pode se concentrar mais nos personagens do que em regras complexas”, explicou.

Vale lembrar que não foi a primeira vez que uma produção sul-coreana vira um destaque internacional desse tamanho. Parasita, grande vencedor do Oscar 2020 que também aborda temas como desigualdade social, levou quatro prêmios. 

[BBC]