Os primeiros laptops Windows 10 com CPU da Qualcomm foram disponibilizados no início de 2018 no mercado, e, com isso, a Qualcomm levou um pouco da experiência dos smartphones para o mundo dos PCs. Isso graças à autonomia superior de bateria e à conexão constante LTE. Infelizmente, pelo fato de esses dispositivos terem o processador Snapdragon 835, lançado em 2017, a performance desse computadores era medíocre.

Na Computex 2018, a Qualcomm está tentando consertar isso com o Snapdragon 850, o primeiro chip da companhia feito especificamente para laptops. Entretanto, quando você dá uma olhada na CPU Kryo 385, na GPU Adreno 630 e no modem LTE X20 que o novo Snapdragon 850 compartilha com o Snapdragon 845, fica claro que o 850 foi claramente baseado nos melhores processadores que a empresa fez para aparelhos topos de linha lançados durante esse ano.

Os detalhes da fábrica de semicondutores da Qualcomm no Brasil, que deve ficar pronta em 2020
As cinco maiores novidades do processador Snapdragon 845 da Qualcomm

Com uma performance 30% superior ao anterior, uma outra diferença significativa do 850 comparado ao 845 é a forma de lidar com o gerenciamento térmico. Isso porque, graças ao corpo maior dos laptops, a Qualcomm disse que consegue ser mais agressiva com as velocidades de clock do Snapdragon 850. Além disso, com o novo chip da Qualcomm, o novo Windows ACPC (always connected PCs — computadores sempre conectados) poderá rodar e capturar vídeos em 4K e UltraHD Premium HDR.

Crédito: Qualcomm

No entanto, para mim, o aspecto que mais chama a atenção é o fato de a Qualcomm dizer que o Snapdragon 850 tem uma melhoria de 20% na autonomia de bateria. Se observarmos o desempenho do Asus Nova Go, essa quantidade extra de bateria faria um laptop de 15 horas e 16 minutos ir para 18 horas e 20 minutos, e isso sem mudar a capacidade de bateria. Nada mal, hein?

Crédito: Qualcomm

No que diz respeito a sistema operacional, algumas melhorias na última atualização do Windows devem ajudar o Snapdragon 850, especificamente o novo suporte a CPU 64-bit ARM no navegador Edge.

Infelizmente, o problema aqui é mais uma vez que temos de esperar fabricantes usarem esse novo chip em um sistema. Se considerarmos os lançamentos recentes, isso significa que não deveremos ver máquinas com esse processador tão cedo. Mas, para pessoas que priorizam longevidade e conectividade em vez de performance, o Snapdragon 850 pode ser uma boa aposta para laptops com chips ARM e uma verdadeira alternativa a dispositivos x86.

Nós só saberemos do desempenho desse chip quando tivermos máquinas com esses processadores, o que só deve acontecer no fim do ano.

Imagem do topo por Qualcomm