Por Eliot Van Buskirk, do Evolver.fm

Você tem que dar uma chance ao bom e velho J. S. Bach e o último projeto a levar seu nome: uma bem sucedida campanha para tornar livre e em app um dos seus trabalhos mais admirados, as Variações Goldberg.



O projeto Open Goldberg Variations é um sonho que se torna realidade para entusiastas de Bach, fãs do open source, desenvolvedores de apps, remixers, músicos experimentais de todos os tipos e qualquer um com ouvidos aguçados, criado com o objetivo de “liberar Bach.” As gravações dessa obra-prima estão disponíveis gratuitamente em qualidades que vão até o FLAC a 24 bits/96 Kbps (torrent), mas isso é só o começo.

Em adição às gravações (listadas abaixo), que são gratuitas a qualquer um para que delas sejam feitas o que quiser (redistribuição, remixagem, download, mashups etc.), este projeto diz respeito também a um app gratuito para iPad que permite a você ouvir na medida em que segue uma partitura inteligente, algo simplesmente sensacional — ou, se você for ao show ao vivo (vídeo abaixo), dá para acompanhar as músicas junto com o pianista em tempo real. O app é bem feito, mas ele deve ser apenas o início no projeto Open Goldberg Variations. Outros desenvolvedores e músicos podem construir o que quiserem usando as gravações e as partituras inteligentes.

O projeto levantou US$ 23.748 no Kickstarter para ser financiado, quase US$ 10 mil a mais do que o orçamento desejado — e tudo começou em um Music Hack Day. O gerente do projeto Open Goldberg Variations, Robert Douglas; o CEO da MuseScore, Thomas Bonte; e a pianista Kimiki Ishizaka levaram esse primeiro-do-seu-tipo show para a estrada com uma apresentação que permitiu à plateia seguir as partituras automaticamente, nota a nota, em qualquer dispositivo com um navegador e um microfone.

Bonte explica a tecnologia por trás desse feito:

  • “O software de acompanhamento musical SampleSumo puxa a partitura da API do MuseScore.com;
  • Quando ele ouve a apresentação ao vivo a partir do microfone, ele sabe onde ela está na partitura;
  • O software então envia um sinal para o servidor node.js do MuseScore para avisá-lo de que ele sabe qual nota deve ser destacada;
  • Finalmente o servidor node.js envia o sinal para todos os dispositivos conectados;
  • Isso funciona em qualquer dispositivo com um navegador: notebooks, desktops, dispositivos móveis, sem restrições.”

É um projeto incrivelmente abrangente, especialmente se considerarmos que o ponto central disso tudo é liberar o trabalho de Bach, cujos direitos prescreveram e agora são de domínio público, sem amarra alguma.

Kimiko Ishizaka, uma premiada pianista, se voluntariou para tocar as Variações Goldberg de graça e sem reclamar os direitos da execução. Ambas as partituras e as gravações serão colocadas diretamente sob domínio público,” diz o porta-voz do projeto na página do Kickstarter. “Para garantir que as partituras e as gravações serão sempre parte do domínio público, elas serão licenciadas usando sob Creative Commons Zero. Qualquer um poderá baixar, copiar, distribuir, trabalhar ou remixar a gravação.”

Instale o app do Open Goldberg Variations para iPad aqui. [Imagem:  Natthawat Wongrat/Shutterstock]

Evolver.fm observa, acompanha e analisa o mundo dos aplicativos de música, acreditando que eles são cruciais para a experimentação humana com música e como essa experiência está evoluindo.