O Google sofreu uma grande queda no Cloud Platform no domingo (2), causando problemas de acesso generalizado em seus serviços e aplicativos de terceiros, do Snapchat ao Discord.

A partir do início da noite de domingo, os problemas persistiram por horas. De acordo com o Google Cloud Status Dashboard, as interrupções começaram aproximadamente às 15h25 (ET) e estavam relacionadas a “altos níveis de congestionamento de rede na região leste dos Estados Unidos”.



O serviço de monitoramento de quedas Down Detector indicou que o acesso ao YouTube foi severamente interrompido em todo o país, com problemas de acesso principalmente no nordeste dos EUA. Por fim, o G Suite Status Dashboard listou todas as ferramentas de colaboração e produtividade baseadas na nuvem, incluindo Gmail, Drive, Docs, Hangouts e Voice, que estavam apresentando possíveis interrupções de serviço. Por incrível que pareça, a extinta rede social Google+ foi listada como não tendo problemas. Na manhã desta segunda-feira (3), estava tudo funcionando corretamente.

Como o Verge observou, os serviços de terceiros Discord, Snapchat e Vimeo usam o Google Cloud em seus back-ends, portanto as interrupções impediram os usuários de fazer login. (Porém, os problemas estavam longe de serem universais, visto que alguns usuários não tiveram nenhum impacto.)

Em uma declaração ao Gizmodo e a outros veículos de mídia, a equipe de imprensa do Google reconheceu a extensão das interrupções, reiterou a nota sobre o congestionamento da rede e disse que identificou o problema e esperava que ele fosse resolvido rapidamente.

“Os usuários podem observar um desempenho lento ou erros intermitentes”, escreveu o Google. “Acreditamos ter identificado a causa do congestionamento e esperamos voltar ao serviço normal em breve”.

Pouco depois das 20h (ET), o Google publicou uma atualização no Cloud Status Dashboard afirmando que tinham resolvido o problema e que ainda estavam investigando o ocorrido:

O problema de congestionamento de rede no leste dos EUA, que afetou o Google Cloud, o G Suite e o YouTube, foi resolvido para todos os usuários afetados a partir das 16:00 nos EUA / Pacífico.

Conduziremos uma investigação interna desse problema e faremos melhorias apropriadas em nossos sistemas para ajudar a evitar ou minimizar recorrências futuras. Forneceremos um relatório detalhado desse incidente assim que concluirmos nossa investigação interna. Este relatório detalhado conterá informações sobre os créditos do SLA.

Grandes quedas nos serviços do Google são relativamente raras, mas, como no incidente de domingo (2), elas tendem a destacar o quanto da internet opera sob o guarda-chuva da empresa ou depende de seus serviços.

Em junho de 2018, os serviços do Google Home e do Chromecast pararam de funcionar (com o Chromecast supostamente inativo por mais de oito horas). No final do mesmo ano, o YouTube sofreu uma queda de mais de uma hora, com vídeos recusando-se a carregar e problemas de acesso relatados em todo o mundo – uma situação que se repetiu no início deste ano. Usuários em todo o mundo também relataram problemas ao fazer login em suas contas do Gmail em várias ocasiões em 2019.

Enquanto o Google tentava resolver esses problemas, os usuários insatisfeitos tinham algumas opções para ocupar seu tempo, incluindo, entre outros, sair ou reclamar no Twitter.