Com o desbloqueio obrigatório de todo celular no Brasil, restou às operadoras segurar seus clientes oferecendo aparelhos mais baratos (com subsídio), mas cobrando multa caso eles não fiquem por 12 meses – é o que fazem Vivo e Claro. A Oi pregou nos últimos anos a “liberdade total” e “multa não”, mas teve que rever seus conceitos: a operadora voltará a oferecer planos com multa, com descontos no aparelho – mas também manterá planos sem multa. O que aconteceu?

Segundo disse ao Valor o diretor da Oi para varejo, Maxim Medvedovsky: “Quando a Oi saiu do subsídio e da venda de aparelhos, não se vislumbrava o advento dos smartphones. Agora, a coisa mudou de figura.” A Oi quer vender mais smartphones, mas a preço cheio é mais difícil. Então eles oferecem duas opções: “liberdade” com um celular mais caro, ou um plano com multa – porém com desconto no aparelho.

Com fidelização ou sem, você recebe desconto nos planos: por exemplo, o plano Oi à Vontade 110 custa R$49/mês tanto na opção com multa, como na opção “livre”. Mas é só com a fidelização que você receberá desconto no aparelho também. Os aparelhos com desconto devem chegar às lojas no primeiro semestre de 2012.

Cobrando multa de até R$358, a Oi se junta à Claro e Vivo entre as operadoras que fidelizam seus clientes. Como fica a TIM nessa história? Eles também definiram os smartphones como prioridade, segundo o Valor. Se eles mudarem de estratégia, acho que eles podem aprender com a decisão da Oi: a liberdade que eu quero é de escolher entre um desconto no celular ou ausência de multa, já que os planos custam o mesmo – não a “liberdade” de pagar mais caro por um celular. [Info; Valor via Tecnoblog]