Eddy Cue, vice-presidente sênior de serviços e Software da Apple e membro do conselho administrativo da Ferrari, é o faz-tudo da Apple, o cara que conserta qualquer coisa. De acordo com o Wall Street Journal, ele é o cara que será responsável por corrigir o Apple Maps e o Siri.

Como Scott Forstall saiu da empresa, a Apple colocou Cue para consertar as suas duas maiores gafes recentes. Pessoas o descrevem como um cara responsável por “todos os serviços mais importantes que a Apple quer que cresçam”.

Ele também é o cara que falou em tablet de 7 polegadas antes da Apple lançar o iPad mini. Cue usava um dispositivo menor que o iPad, e conseguiu convencer a Apple de que criar um seria um bom negócio.

Cue é um membro da velha guarda da Apple e está na empresa há 23 anos. Ele foi o braço direito de Steve Jobs em muitas áreas, e o seu feito mais importante foi convencer as empresas de mídia a fecharem os acordos que viabilizaram a criação do iTunes. Pessoas de dentro da Apple o consideram parecido com Jobs – ele é visto mais como um estrategista do que um gerente.

Ele não é um showman e não se sente confortável no palco, mas fora dele é uma pessoa bastante simpática (ou pelo menos mais do que Forstall). Diz o WSJ:

Os funcionários tratam ele como um raro gerente sênior da Apple que gosta de conversas rápidas e de falar de esportes (o senhor Cue é fanático pelo time de basquete da Universidade Duke, e seu escritório é cheio de fotos do time).

Os funcionários apreciam que ele não tem medo de admitir erros e diz coisas como “Nós realmente f****** isto”, dizem pessoas que o conhecem.”

Além de todas as suas outras responsabilidades, Cue pretende lançar o iTunes 11 hoje. Considerando como o iTunes se tornou ruim nos últimos anos, vamos ver se ele consegue consertar a bagunça que virou o software. E se conseguir, talvez o Apple Maps e o Siri tenham uma chance de se tornarem bons. [WSJ]