Numa era de maravilhas tecnológicas e design engenhoso, não consigo imaginar por que raios não existem assentos confortáveis na classe econômica dos aviões. Parece que tem mais alguém pensando nisso:

Na parte de cima do assento, existe um travesseiro para a cabeça e o pescoço,  com duas asas dobráveis, uma de cada lado. E quando você reclina o assento, a base dele move-se alguns centímetros para a frente. Esse tipo de mecanismo é usado com frequência nos assentos de cinemas, teatros e estádios esportivos porque fornece maior conforto pessoal sem invadir o espaço das pessoas atrás de você. Melhoramos a experiência de voos de longa distância da classe econômica da Qantas Airlines com redes para descansar os pés, colocadas embaixo dos bancos à sua frente. Quando os passageiros se esticam, podem tirar os pés do chão e colocá-los no suporte flexível e confortável para os pés.

Esta engenhosa criação é muito mais simples de usar que as tradicionais barras para os pés – as redes impedem que o passageiro escorregue para a frente enquanto dorme … O apoio para os pés é um acessório excelente porque praticamente não tem peso.

Assim Jennifer Coutts Clay – autora do livro Jetliner Cabins –  descreve os assentos da classe econômica em voos de longa distância da Qantas. Parece um pouco melhor que as cadeiras de tortura a que estou acostumado. Não é muito melhor, mas é melhor.

E aliás, é impressionante como a maioria dos passageiros ainda é tratada que nem gado, enquanto alguns anos atrás voar era bem mais confortável. O conforto caiu junto com o preço das passagens, sim. Que fique claro: eu gosto de voar por pouco, mas por que a experiência de voar tem que ser um pé no saco? Eu pagaria um pouco mais por conforto. Um pouco, não preciso dos assentos de classe executiva nem camas de primeira classe. Eu quero um assento decente e razoável, com um pouco de espaço ao redor. Meros centímetros! Um assento em que um cara fedido não invada meu espaço e babe em cima de mim enquanto dorme, por favor. Obrigado.