Infelizmente, não existe nenhuma grande evolução recente no mundo das baterias de smartphone, então as marcas têm colocado células cada vez maiores para que os usuários fiquem mais tempo longe da tomada. A boa notícia é que as tecnologias de carregamento têm evoluído, e a Qualcomm anunciou nesta segunda-feira (27) a tecnologia QuickCharge 5.0, que, segundo a empresa, possibilitará carregar um smartphone de 0 a 100% em 15 minutos.

Antes de tudo, é importante dizer que o anúncio da Qualcomm significa que a tecnologia Quick Charge 5.0 estará disponível em breve. Isso se materializará em smartphones compatíveis e carregadores de até 100 W com a tecnologia.



Mesmo assim, carregadores com a nova tecnologia serão compatíveis com boa parte dos smartphones antigos, só que oferecendo uma carga menor. Segundo a Qualcomm, os carregadores com tecnologia QuickCharge 5.0 analisam o dispositivo a ser carregado e enviam a potência que o smartphone suportar.

Qualcomm QuickCharger 5. Crédito: Qualcomm

Comparado com a tecnologia anterior QuickCharge 4.0, o QuickCharge 5.0 é 70% mais eficiente, porém, segundo a empresa, isso não deve representar um grande problema para a vida útil dos smartphones. Se você já utilizou algum carregador desses que se dizem super-rápidos, sabe que o telefone pode esquentar bem e que isso não é nada bom para o aparelho, já que submeter aparelho a tal estresse pode reduzir a vida útil do dispositivo.

Em conversa com jornalistas, George Paparrizos, diretor de produto da Qualcomm, reforçou que o QuickCharge 5.0 entrega apenas a potência suportada pelo telefone e informou que os carregadores com a tecnologia esquentam 10 graus Celsius menos que a tecnologia anterior. Segundo ele, a durabilidade de bateria é praticamente a mesma, porém, isso só pode ser comprovado na prática mesmo.

Durante a apresentação, a empresa também comentou que este novo padrão suportará dispositivos com duas células de bateria em série. Recentemente, a Lenovo anunciou o smartphone gamer Legion Phone Duel com duas células de 2.500 mAh, somando 5.000 mAh. Apesar de não ter tantos telefones com tal tecnologia, a compatibilidade indica que veremos mais modelos deste tipo. De modo geral, essa distribuição ajuda a tornar o telefone menos quente

Como a Qualcomm desenvolve a tecnologia, e não os produtos em si, a companhia diz que ainda no terceiro trimestre deste ano teremos QuickCharge 5 em diversos tipos de aparelhos, como smartphones e carregadores.

Dentre as fabricantes, a Xiaomi é uma das poucas citadas no comunicado oficial da Qualcomm, falando do seu “compromisso de adotar novas tecnologias”, porém eu não descartaria que os novos Galaxy Note, previstos para ser apresentados em 5 de agosto, também ja tragam a tecnologia embarcada.