A ideia de sequestrar dados críticos de uma instituição para depois pedir um resgate para devolver já tem sua segunda vítima. O Departamento de Saúde do Condado de Los Angeles foi alvo de um ataque e agora os cibercriminosos pedem US$ 17 mil para desbloquear os dados.

>>> FBI: vítimas de malware que sequestra arquivos deveriam pagar pelo resgate
>>> Hospital paga US$ 17.000 para recuperar sistemas sequestrados por hackers
>>> Hackers sequestraram sistemas de um hospital e querem US$ 3,6 milhões de resgate

Segundo o porta-voz Michael Wilson, o malware foi descoberto em 5 computadores. A praga não se espalhou e também não chegou a comprometer a rede do IHS (Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos).

Até o momento, o hospital não pagou o resgate. Graças a um sistema interno, informa o hospital, a praga não se espalhou por todo o sistema de computadores como ocorreu no Hollywood Presbyterian Medical Center — outra vítima recente da prática.

É provável que o departamento tenha sido infectado por um método muito simples: funcionários abriram anexos de e-mail enviados por estranhos.

[LA Times]

Crédito da imagem do topo: Shuttershock/Nicescene