O Brasil subiu 14 posições e passou da 68ª para a 54ª em um ranking global que analisa o custo médio mensal da banda larga fixa em 220 países. Os dados são do site britânico Cable, que compara preços de serviços de telecomunicações.

O relatório apontou que os brasileiros pagam atualmente uma média nacional de US$ 26,35 (R$ 122,72) por megabits por segundo (Mbps) de download. No ano passado, a mesma pesquisa apontou que esse valor era de US$ 33,34 (R$ 155,28) por Mbps de download.

Quando comparado com outros países da América do Sul, o Brasil fica atrás da Colômbia (US$ 20,75,), Argentina (US$ 20,92) e Paraguai (US$ 21,56). Porém, o país está à frente do Peru (US$ 26,85), Chile (US$ 30,71) e Uruguai (US$ 41,57).

Mapa mostra a faixa de preço da banda larga praticado em 220 países ao redor do mundo. Imagem: Cable/Divulgação

Ranking mundial da banda larga

No ranking global, as menores taxas no serviço de banda larga são registradas nos países Bálticos –Lituânia, Letônia e Estônia–, na Europa Oriental e no Norte da África, custando em média até US$ 22,41. Já os mais caros ficam na América do Norte, Oceania e Caribe, onde os preços podem chegar a US$ 89,44.

A Síria oferece os pacotes mais baratos do mundo, custando a média de US$ 2,15 por Mbps. O relatório explica que o preço baixo é decorrência da moeda desvalorizada do país, que perdeu três quartos de seu valor em relação ao dólar americano no último ano. O relatório também ressalta que apenas 50% dos sírios têm acesso à internet.

Na outra ponta está a República do Burundi, na África, onde o preço dos pacotes de internet fixa chega a US$ 429,95 por Mbps.

De acordo com Dan Howdle, analista de consumo de telecoms da Cable, os serviços de internet mais caros se encontram principalmente em regiões onde há limitações geográficas e geopolíticas ou em que não há um desejo na expansão no mercado de banda larga. Geralmente, as conexões mais baratas são disponíveis em locais com acesso a cabos submarinos, enquanto elas são mais caras onde há a necessidade de uso de outras tecnologias, como satélite ou 4G.

Os dados foram coletados entre os dias 19 de janeiro e 30 de março de 2022. Confira a tabela abaixo com os 10 países mais baratos e os mais caros do ranking.

Posição no ranking País
Preço médio do Mbps em dólar
1 Síria $2,15
2 Sudão $4,80
3 Bielorrússia $7,39
4 Ucrânia $7,40
5 Rússia $8,07
6 Moldávia $8,21
7 Mongólia $8,80
8 Romênia $9,00
9 Turquia $9,32
10 Cazaquistão $9,46
54 Brasil $26,35
210 Ilhas Cayman $162,08
211 Ilha Christmas $163,48
212 Vanuatu $163,89
213 Suriname $164,46
214 Haiti $169,58
215 Benin $169,66
216 Turks e Caicos $170,50
217 Ilhas Virgens Britânicas $184,00
218 Brunei $258,42
219 Serra Leoa $316,69
220 Burundi $429,95