Raymond Tomlinson enviou o primeiro e-mail dentro de uma rede, e é o motivo pelo qual todos usamos o símbolo @ em e-mails. Ele faleceu aos 74 anos na manhã de sábado (5), aparentemente de um ataque cardíaco.

Tomlinson nasceu em 1941 nos EUA, obteve um mestrado no MIT e, em 1967, se juntou a uma empresa chamada Bolt Beranek and Newman (BBN), que desempenhou papel fundamental no desenvolvimento da ARPANET, precursora da internet moderna.

Em 1971, Tomlinson escreveu o primeiro cliente de correio para a ARPANET, chamado SNDMSG. Na época, a ideia de enviar mensagens de um computador para outro – mainframes caros que preenchiam salas inteiras – era novidade.

Ele explica no site da BBN:

A primeira mensagem foi enviada entre dois computadores que estavam literalmente lado a lado. A única conexão física que eles tinham (além do chão abaixo deles) era através da ARPANET.

Eu enviei uma série de mensagens de teste para mim mesmo de uma máquina para a outra. As mensagens de teste eram totalmente esquecíveis e eu, portanto, as esqueci. O mais provável é que a primeira mensagem tenha sido QWERTYUIOP ou algo similar.

Quando eu estava convencido de que o programa parecia funcionar, eu mandei uma mensagem para o resto do meu grupo explicando como enviar mensagens através da rede. O primeiro uso do e-mail anunciou a sua própria existência.

Tomlinson teve a ideia de usar o símbolo @ como uma forma de separar e-mails locais daqueles que poderiam ser enviados para redes externas, na notação usuario@host que usamos até hoje. Antes disso, mensagens eletrônicas só podiam ser compartilhadas dentro de uma rede muito limitada.

Ele explicou essa escolha em uma entrevista para a Wired em 2012:

“Eu olhei para o teclado, e pensei: ‘O que posso escolher aqui que não será confundido com um nome de usuário?”, lembra Tomlinson. “Se toda pessoa tivesse um símbolo ‘@’ em seu nome, isso não iria funcionar muito bem. Mas não era o caso. Eles usavam vírgulas e barras e colchetes. Dos três ou quatro caracteres restantes, o símbolo ‘@’ fazia mais sentido. Ele denotava onde o usuário estava.”

Até então, a arroba era usada em inglês para fins de contabilidade (5 itens @ 2,50 dólares, por exemplo). Depois, com a difusão do e-mail, a @ passou de um mero símbolo para uma representação da era digital.

Além disso, Tomlinson foi coautor do RFC-561, primeiro padrão para mensagens de e-mail: criado em 1973, ele definiu vários dos campos que usamos até hoje, como “de”, “assunto” e “data”.

Por mais que o e-mail venha disputando espaço com redes sociais e apps de mensagens, ele ainda é onipresente: um estudo estima que existem 4,6 bilhões de contas de e-mail, e que 200 bilhões de e-mails são enviados a cada dia.

Tomlinson entrou para o Hall da Fama da Internet em 2012, e nos deixou com um legado que perdura por décadas.

[ReutersCNNArs Technica – TechCrunch]

Foto por Elon University/Flickr