O Rdio foi um dos primeiros serviços de streaming de música a prestar atenção no Brasil. Por isso ficamos tristes que ele vai acabar. É hora de encontrar uma alternativa, e você pode migrar suas playlists para outro lugar.

Um comunicado à imprensa deixa claro que “o Rdio vai encerrar seus serviços com a marca Rdio em todos os países”. A empresa pediu proteção contra falência, e seus ativos foram comprados pela Pandora, que domina 32% do streaming de música nos EUA.

A Pandora avisa que “não está adquirindo o negócio operacional da Rdio”, ou seja, não vai mantê-lo no ar. Os serviços da Pandora estão disponíveis apenas nos EUA, Austrália e Nova Zelândia. O Rdio está presente em 85 países.

Não há uma data específica para o Rdio acabar – o blog oficial diz que “teremos mais atualizações nas próximas semanas” – mas você pode migrar suas playlists agora mesmo. A ferramenta mais interessante é o Soundiiz, que permite converter suas listas do Rdio para o Spotify, Deezer, Napster/Rhapsody, Microsoft Groove Music e até Tidal.

É simples: clique em “Connect to Rdio”, faça login e autorize o Soundiiz a acessar seus dados. Depois, clique no serviço para onde você vai migrar as playlists (Spotify, por exemplo) e autorize o acesso. Agora é só clicar no botão Compartilhar em cada playlist do Rdio, clicar em “Converter” e pronto.

Soundiiz e Rdio

Há também o Spotificator, criado pela produtora digital brasileira D3, que transfere suas playlists do Rdio e Deezer para o Spotify. Basta seguir as instruções e autorizar o acesso às suas contas de streaming. Vale lembrar que o site pode não funcionar se estiver sob forte demanda.

Spotificator

E existe uma extensão do Chrome, chamada Rdio Enhancer, que exporta suas playlists como um arquivo CSV.

Rdio Enhancer

O Rdio abriu as portas em 2010 e, no ano seguinte, já estreava no Brasil – na época em parceria com a Oi. Ao longo dos anos, o catálogo de músicas aumentou, mas a concorrência ficou mais acirrada. Enquanto Spotify e Deezer oferecem acesso gratuito ao catálogo – interrompendo a reprodução com alguns anúncios – o Rdio só permite usar recursos de rádio.

Ele tentou se diversificar em 2013 com o Vdio, que oferecia streaming de filmes e séries com a promessa de estrear no Brasil – mas o serviço foi encerrado após seis meses. Aí, Google, Microsoft e Apple também se interessaram pelo mercado de streaming de música, e o espaço para o Rdio acabou ficando pequeno demais.

Você conhece mais alguma ferramenta que possa ajudar a facilitar a transição? Coloque nos comentários.