Dorivaldo Fracaroli tinha 48 anos quando foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) em 2009. A doença degenerativa afeta o sistema nervoso, fazendo com que o paciente perca seus movimentos aos poucos, restando apenas tratamentos com efeito paliativo para retardar seu progresso.

Passaram-se alguns anos até que Fracaroli visse seu movimento limitado apenas ao piscar dos olhos. Seu desejo era ter um dispositivo como o de Stephen Hawking, também portador de ELA, para trabalhar e se comunicar. Após escrever o livro Ipê “DO” Amarelo, em parceria com a fonoaudióloga Maria José Oliveira, sobre a sua história de vida, ele conseguiu arrecadar dinheiro com as vendas para comprar a máquina Tobii Dynavox PCEYe Mini em 2017. Trata-se de um rastreador ocular que, ao ser conectado a um dispositivo com Windows, permite que o usuário utilize seus olhos como mouse ou teclado.

Segundo a Microsoft, o recurso de interpretação do movimento dos olhos utilizado por Dorivaldo surgiu em um hackathon. Steve Gleason, ex-jogador da NFL e também portador de ELA, havia mandado um e-mail para a Microsoft pedindo para que os participantes do evento criassem uma tecnologia para auxiliar em sua comunicação com a esposa e para que ele pudesse mover a cadeira de rodas sozinho. O projeto Eye Gaze foi o ganhador do hackathon 2014.

Após três anos, a ideia se expandiu e a empresa decidiu incluir um suporte integrado ao rastreamento dos olhos e o recurso Controle pelo Olhar no Windows 10. Já em junho do ano passado, a Microsoft lançou os jogos Tile Slide, Match Two, Double Up e Maze que podem ser jogados utilizando o rastreamento ocular do Windows 10.

Além de oferecer a tecnologia, a Microsoft diz que também investiu US$ 1 milhão em recursos de computação em nuvem para a Fundação Answer ALS (“Resposta a ELA”) para auxiliar no trabalho de pesquisa sobre a doença — a instituição busca uma cura para a esclerose lateral amiotrófica,.

Com o novo aparelho, Fracaroli está trabalhando em seu segundo livro, que conta a história de Boraceia, sua cidade natal. Além de poder realizar pesquisas e coletar informações, ele diz que o equipamento permite que ele escreva uma página em poucas horas, sendo que antes, com uma tabela de papel, levava muitas horas para que uma pessoa pudesse transcrever apenas algumas de suas frases.

Fracaroli também criou um canal no YouTube, o Dorivaldo Fracaroli Receitas Naturais, em que é responsável pela edição e publicação dos vídeos que mostram algumas receitas feitas em sua casa.