Um projeto de lei pretende censurar sites que oferecem acesso a conteúdo pornográfico “não convencional” no Reino Unido.

Filme pornô é exibido em outdoor eletrônico durante congestionamento
Sua conta do Brazzers pode ter sido exposta (não que você tenha uma)

Para o governo britânico, conteúdos como sexo em público, ejaculação feminina, menstruação e sadomasoquismo devem ser banidos do país. Provedores de internet serão forçados a bloquear o acesso a partes de sites que oferecem essas coisas dentro do Reino Unido, mesmo que seja um site de fora do país.

Isso não vale só para sites pornográficos: mesmo Twitter, Tumblr e Reddit ficariam vulneráveis à censura governamental por permitir que usuários postem conteúdo explícito.

A proposta faz parte de um outro projeto britânico para “proteger as crianças” da pornografia. É um plano bastante rígido que também prevê a criação de novas formas de checagem de idade para acessar esses sites.

Se o site de alguma forma oferecer conteúdo adulto, ele precisará exigir que o usuário prove ser maior de idade – usando, por exemplo, um cartão de crédito. Quem não se adaptar a isso, caso o projeto seja aprovado, vai ser banido do país.

O Reino Unido tenta restringir certos tipos de conteúdo pornográfico já há um tempo. Fornecedores de conteúdo pornográfico em DVD já precisam se enquadrar em uma série de exigências feitas pela British Board of Film Classification (BBFC) para serem vendidos no país. A ideia é ampliar essas exigências para o conteúdo online.

Por enquanto, o foco dos políticos britânicos está sendo as travas de segurança para evitar que menores de idade acessem conteúdo adulto. Mas a ideia do governo censurar o acesso a certos tipos de conteúdo a todos os cidadãos, independentemente da idade e do fato daquilo ser permitido no país (não estamos falando de pornografia infantil, por exemplo) é meio bizarra.

[Guardian]