O Protocolo de Transmissão de Controle, famoso TCP, é como um guarda de trânsito para a Internet, regulando o tráfego e mantendo as coisas fluindo. Claro, engenheiros trabalham constantemente para melhorá-lo, mas como é um negócio feito pelo homem, sempre há espaço para erros humanos. No futuro esse espaço poderá sumir. Pesquisadores do MIT criaram um sistema computacional capaz de corrigir tudo isso — e deixar a Internet de duas a três vezes mais rápida.

O sistema se chama Remy e usa alguns critérios básicos para fazer funcionar os algoritmos de controle de congestionamentos. Um usuário passa ao Remy algumas características de uma rede, como quanto de banda é necessário, quanto ela oscila, quantas pessoas estão usando-a, que tipos de coisas elas fazem e por aí vai. Eles, então, especificam qual métrica querem usar para calibrar o desempenho, como o throughput (a quantidade de dados que passa pela rede em um intervalo de tempo) ou o delay (o atraso que os dados levam para passar pela rede). O Remy absorve todas essas informações e testa um punhado de algoritmos para ver qual deles, especificamente, otimiza a velocidade. Ele não testa todo algoritmo possível porque isso levaria uma eternidade, mas procura por pequenas variações que melhoram o desempenho.

Em testes, os algoritmos gerados pelo Remy quase sempre apresentaram resultados significativamente melhores que aqueles feitos por humanos. Embora o processo ainda leve 12 horas, ainda assim é rápido porque seu cérebro digital trabalha em um ritmo mais acelerado que o que de um pobre e simples humano poderia.

Hari Balakrishan, um dos autores do paper, diz:

“Quando você tem algumas conexões ou mais, e uma rede levemente mais complexa onde a carga de trabalho não é constante (um único arquivo sendo enviado, ou 10 arquivos sendo enviados), é muito difícil para um humano racionalizar isso. E os computadores parecem muito melhores sobre como navegar nesse espaço de pesquisas.”

O Remy só foi testado em laboratório até o momento, ainda não foram feitos testes em ambiente real, com a Internet que eu e você usamos. Como é muito difícil encontrar alguém totalmente satisfeito com sua conexão, alguém que diga que ela funciona muito bem, qualquer coisa que venha a melhorar esse ponto é bem-vinda.

[MIT via PopSci. Imagem: Pavel Ignatov/Shutterstock]