A busca pelo voo QZ8501 da AirAsia está confirmando as previsões mais pessimistas. Autoridades indonésias anunciaram que restos do avião desaparecido foram descobertos nas águas perto da ilha de Bornéu, sudoeste da Ásia. Cerca de 40 corpos já foram recuperados no local, “e o número está crescendo”.

>>> Avião desaparece na Indonésia com 162 pessoas a bordo

Bambang Soelistyo, chefe dos esforços de busca e resgate da Indonésia, disse à imprensa que há uma sombra na área sob os escombros que se parece com uma aeronave. Ele havia dito ontem: “a hipótese é que o avião está no fundo do mar”. 21 mergulhadores estão no local para investigar mais.

Djoko Murjatmodjo, diretor-geral interino da Indonésia para a aviação civil, explicou que os destroços recém-descobertos são vermelhos e brancos – as mesmas cores dos aviões da AirAsia. Os detritos encontram-se em três locais, a cerca de 150 km ao sudoeste de Pangkalan Bun, uma cidade na ilha de Bornéu. Parte dos escombros já foi levada para terra firme.

O Airbus 320-200 desapareceu na madrugada de sábado para domingo (horário local) com 162 pessoas, enquanto ia da Indonésia para Singapura. Ao sobrevoar o mar de Java, o piloto solicitou um desvio de sua trajetória de voo devido ao mau tempo, mas o controle de tráfego aéreo perdeu contato com o avião alguns instantes depois. Ele não enviou um sinal de socorro.

Mais de 20 aeronaves estão ajudando nas buscas, e o destroier norte-americano USS Sampson está a caminho para ajudar também. [Wall Street Journal; The Guardian]

Foto por Clément Alloing/Flickr