Jabulaaaaaaaaani. E vuvuzelas. No mês da Copa, antes do desastre de Dunga, Felipe Melo e amigos, bolas estranhas com nomes esquisitos e instrumentos musicais terrivelmente irritantes eram assunto em todos os lugares, inclusive neste blog de tecnologia. Ah, sim, e iPhone 4 foi lançado, e nós estragamos a surpresa.

1. Jabulani – Antes da Copa começar, alguns jogadores reclamavam que a bola “mais tecnológica da história” se comportava de maneira meio estranha. Robinho disse que “quem a fez nunca jogou futebol”. Antes de as trapalhadas dos goleiros serem imortalizadas na voz de Cid Moreira, fomos atrás da explicação científica do comportamento errático da coisa e achamos os primeiros vídeos que mostravam como a bola mudava de direção estranhamente. Pena que não deu para culpá-la pela derrota brasileira.

2. iPhone 4 – Finalmente apresentado, depois de vazado, era exatamente como havíamos adiantado. Hoje ele parece normal, mas quando apareceu nas lojas no fim de junho, a mudança do plástico para o metal e vidro foi bem chocante (e problemática). As enormes melhorias do iOS 4 empolgaram, e nosso post explicando como comprar o smartphone antes de ele chegar oficialmente ao Brasil foi um dos 5 mais lidos do ano.

3. Novo Xbox –  Provando que emagrecer realmente faz com que você seja mais atraente, o Xbox 360 slim, lançado na E3 pela Microsoft, foi um sucesso instantâneo e merecido: era mais silencioso, confiável e bem mais bonito. E vocês gostaram – como ficou provado nas dezenas de cliques que ele recebia quando aparecia em promoções no Dealzmodo depois.

4. As portas do inferno na Guatemala – Não, não era montagem. Fortes correntes de de água subterrâneas no país da América Central fizeram o estrago, e colocaram no nosso vocabulário a palavra ravina. Este vídeo explicou melhor um dos eventos naturais mais bizarros documentados nos últimos anos.

5. Vuvuzelas – Verdade seja dita: as cornetas em estádios de futebol existem desde que me entendo por gente. Mas na África do Sul o negócio virou assunto por dois motivos: “vuvuzela” é um nome bem fera e os torcedores locais não se cansavam de soprá-la. E isso era bastante irritante. Explicamos cientificamente o motivo.