Eu já avisei aos meus amigos que se um dia eu sumir, provavelmente é porque fui internado depois que tentar limpar obsessivamente as impressões digitais e manchas de gordura dos eletrodomésticos de aço inoxidável.

Qualquer pessoa que tem eletrodoméstico com acabamento de metal escovado conhece muito bem essa dor. Se depender de alguns químicos alemães, essa dor de cabeça está com os dias contados graças a um revestimento simples que torna essas manchas quase invisíveis a olho nu.

Toda vez que você toca em algo, deixa para trás uma fina camada de gordura que está na ponta dos seus dedos. É algo que raramente é perceptível (a menos que você seja um investigador de cena de crime), exceto em superfícies lisas e brilhantes como espelhos, vidros ou painéis de aço reflexivos, como os encontrados em muitos eletrodomésticos.

O metal escovado apresenta desafios adicionais, pois a superfície apresenta ranhuras rasas onde a gordura pode ficar presa com facilidade. O problema não são apenas as manchas e impressões digitais que ficam visíveis, mas a dificuldade de limpar.

Para ajudar a remediar esse problema, pesquisadores e químicos do Instituto Fraunhofer para Microestrutura de Materiais e Sistemas IMWS trabalharam com especialistas da FEW Chemicals GmbH em Wolfen, na Alemanha, para desenvolver um novo revestimento com partículas adicionais que ajudam a tornar os produtos repelentes a água e óleo.

Quando aplicadas numa superfície de aço inoxidável escovado, essas partículas fixam-se e criam cristas mais profundas e um acabamento geral mais rugoso.

Os dedos ainda deixam marcas de gordura, mas que ficam armazenadas apenas nas partes elevadas dos sulcos que têm uma área de superfície muito menor do que o resto do aço inoxidável. A gordura não consegue entrar nas partes mais profundas, o que também torna muito mais fácil de limpar.

Esse não é o único truque do revestimento para fazer as impressões digitais desaparecerem. Os químicos também encontraram uma maneira de ajustar o índice de refração do produto – o quanto um caminho de luz é flexionado ao passar por um material – para corresponder ao índice de refração dos óleos naturais da pele que compõem uma impressão digital.

O revestimento afeta a luz de forma muito diferente da do aço inoxidável, que é o que faz com que as impressões digitais e as manchas de gordura se destaquem. A combinação dos materiais após a aplicação do revestimento faz com que as impressões digitais e marcas de gordura se tornem muito menos perceptíveis

A eficácia do novo revestimento está sendo testada e otimizada pelo Instituto Fraunhofer, mas a expectativa é que uma receita final para o produto seja aperfeiçoada até o final de 2020, quando a FEW Chemicals GmbH irá colocá-la em produção em massa e disponibilizá-la aos fabricantes de eletrodomésticos.

Ainda não está definido se o revestimento precisa ser aplicado durante o processo de fabricação, ou se ele pode ser aplicado em aparelhos existentes.