Era inevitável que a Apple pegaria seu know-how em fabricação inteiriça (unibody) dos seus MacBook Pros e a concentraria na linha de MacBooks. Nós só não esperávamos é que o novo MacBook fosse tão atraente quanto o Pro de 13”.

É basicamente um MacBook Pro branco
Para ilustrar quão bons são as entranhas do MacBook, basta compará-lo com o MacBook Pro atual de 13”. Ambos têm Core 2 Duo de 2,26GHz com 3MB L2 cache, um barramento frontal de 1066MHz e 2GB de RAM padrão. Ele também possui um display com LED de iluminação traseira bastante semelhante, o que elimina o problema de ângulo de visão estreito que tanto reclamamos na primeira geração de MacBooks inteiriços, e ambos agora têm a mesma razão de contraste. A única diferença é que o Pro possui uma gama de cores 60% maior.

O novo corpo
As arestas arredondadas e número reduzido de juntas fazem o novo MacBook parecer um marshmallow esmagado. Um marshmallow brilhante e com fundo de borracha. É um formato imediatamente mais chamativo que a geração anterior de MacBooks brancos, marcando o fim da transição de laptops Apple para a construção inteiriça. O fundo de borracha é também bastante satisfatório, tanto no fato de se agarrar melhor às superfícies para não escorregar quanto ao material mais agradável à sua coxa quando a máquina esquenta. O corpo todo é mais sólido graças a uma folha de alumínio e a uns apoios mais estruturais encontrados no desmonte.

Fora isso, há diversas outras pequenas modificações no design das quais você gostará. O trackpad é agora do tipo padrão multitoque de vidro encontrado nos Pros, a tela possui um chanfro mais proeminente e o iSight é circular em vez de quadrado. O layout do teclado é o mesmo, mas as teclas de atalho foram atualizadas para os últimos padrões. Ele também vem com o novo adaptador de energia de 60W da Apple, que possui uma entrada que se parece mais com a do MacBook Air do que qualquer um dos carregadores anteriores.

Em geral, a qualidade do corpo é mais sólida e mais “Pro” do que já foi, mesmo considerando que o material é policarbonato em vez de alumínio. É como trocar de um VW Gol para um Golf – não é luxo, mas é uma diferença notável.

Benchmarks e tempo de duração da bateria

Comparando o MacBook inteiriço de alumínio de 13” de 2008 com o MacBook Pro inteiriço de alumínio de 13” e com o MacBook de 13” de agora você vê que não há grande diferença entre os três modelos. As pequenas discrepâncias caem dentro da margem de erro e algumas mudanças talvez possam ser atribuídas ao fato de as duas primeiras máquinas estarem rodando Leopard, ao passo que a máquina que temos agora roda o Snow Leopard.

O ponto é: este MacBook não é de fato tão mais rápido ou mais lento que o do ano passado.

Assim como a transição para baterias insubstituíveis aumentou o tempo de funcionamento do MacBook Pro, esta mesma transição também beneficiou o MacBook. Exceto pelo fato de não haver exibição de bateria externa nesta unidade por algum motivo desconhecido e não haver porta infravermelha para Apple Remotes.

O novo MacBook operou por 4 horas e 12 minutos, mais tempo do que os dois MacBook Pros mais recentes, usando a mesma medição que usamos antes: Wi-fi ligada, luz traseira do teclada acesa com potência baixa, reprodução de filme H.264 sem parar. Nas situações cotidianas, este tempo de duração da bateria só tendo a ficar melhor, afinal, o nosso teste puxa bastante do processador.

O que também é interessante, de acordo com o desmonte, é que a bateria possui apenas 60Wh em relação às 55 do antigo, porém mesmo assim consegue durar muito mais tempo. Isto provavelmente tem algo a ver com as otimizações feitas pela Apple, não apenas porque possui uma bateria mais gorda.

Alguns problemas novos
•    Uma consequência de possuir um corpo melhorado e inteiriço é que você não pode mais substituir a bateria sozinho. Isto também significa que o tempo de duração da bateria nativa será maior, conforme demonstrado no teste acima. De fato, diferentemente das máquinas Pro nas quais as pessoas realmente gostariam de trocar baterias para poderem usá-las por mais tempo na rua, uma bateria interna melhorada será plenamente suficiente para a maior parte dos usuários comuns.
•    Por algum motivo, a Apple decidiu tornar toda a área ao redor do teclado tão brilhante quanto a casca externa, o que significa que os seus punhos ficarão mais grudentos enquanto você digita. Não é grande coisa, mas é menos utilizável comparando com as gerações passadas ou com a linha MacBoook Pro.
•    Novamente, assim como o Magic Mouse, o policarbonato (plástico) branco se arranhará facilmente e estes arranhões ficarão visíveis a certos ângulos. Isto em nada diminui o desempenho dos aparelhos, mas é um incômodo se você é do tipo cuidadoso com as suas coisas.

Onde é que nós ficamos?
Este exato momento é a breve janela durante a qual os MacBooks acabam de ser melhorados nas especificações de forma a se equipararem com os MacBook Pros low-end, assim os MacBook Pros terão espaço para crescer sem deixar todas as máquinas de nível básico muito pra trás. Se você está a fim de um MacBook, esta talvez seja a melhor hora para você comprar e se sentir bem com a sua compra, sabendo que você terá o mesmo desempenho de um máquina que custa 200 dólares a mais (lá fora).

Mas tenha em mente que este desenvolvimento basicamente significa que os MacBook Pros ganharão os processadores i7 e Core i5 em algum ponto do ano que vem.

 

A fabricação inteiriça era um upgrade inevitável à linha MacBook, além de ser uma que traz muito mais benefícios do que problemas. Não deve haver uma mudança muito drástica no design do MacBook tão cedo, então exatamente agora é provavelmente o momento mais longe possível da próxima geração. [Apple]

Fabricação inteiriça em policarbonato dá boa sensação e tem ótima aparência
Possui basicamente as mesmas especificações que o MacBook Pro de 13”, então você estará fazendo um bom negócio
Finalmente ganha coisas do Pro como trackpad multitoque de vidro
Área brilhosa para os punhos é um tantinho mais grudenta do que deveria ser
Não dá pra trocar bateria, mas pelo menos ela dura mais tempo
Não tem mais porta firewire