O crítico de cinema Roger Ebert completou a resenha dele de Tron: O Legado. Ele diz que as cenas de ação em 3D são ótimas, mas talvez você queira levar seu smartphone ou outra coisa para passar o tempo durante a parte que contam a história no filme…

Os primeiros parágrafos da resenha de Ebert para Tron: O Legado lidam com questões profundas e filosóficas, tipo “Como alguém com 20 anos entra em” um computador, e depois Ebert elogia o uso do 3D no filme em suas fantásticas cenas de ação. E parece que Ebert é o fã de Daft Punk mais improvável do mundo, já que ele elogia a “força eletrônica urgente” da trilha sonora.

Mas ele termina a resenha num tom desapontado, dizendo que o roteiro é “uma catástrofe” e Tron: O Legado dificilmente conseguirá se dar bem na bilheteria. Mas isso me parece mais como todo grande filme de Hollywood, na verdade. [Ebert @ Sun Times]