Este rapazinho não foi apenas a primeira criança a ter o rosto pintado com o braço robótico da Universidade de Michigan. Ele é provavelmente a criança mais corajosa da história também.

O robô em tese foi criado pelo Taubman College of Arts and Architecture da universidade, e o robô que pinta rostos foi construído a partir de um braço robótico industrial Kuka KR100 HA L90, forte o bastante para erguer 90 quilos. Falamos “em tese” ali porque alguns leitores indicaram que isso é apenas uma grande pegadinha da universidade. Mesmo que seja, que pegadinha, certo? Qualquer movimento errado dessa mão robótica seria uma cena de terror.

A equipe por trás passou dois meses calibrando e testando a máquina, que inclui uma ferramenta criada especialmente para sua ponta com uma esponja de pintura e sensores elaborados para mapear a face do usuário. Temos dúvidas da aplicação real de uma máquina dessas — talvez em lojas de departamento para mostrar novas maquiagens? Ou talvez seja tudo uma grande pegadinha. Ou talvez esse menino precise de terapia para toda sua vida. [Robots Painting Humans via NOTCOT]