A Roku está brigando publicamente com o Google, o que pode fazer com que o aplicativo de televisão ao vivo do YouTube TV desapareça da plataforma de streaming.

Em um e-mail enviado aos clientes do YouTube TV na manhã desta segunda-feira (26), a Roku disse a seus usuários que as negociações entre as duas empresas e o fracasso em chegar a um acordo podem resultar na perda de suporte para o serviço de transmissão ao vivo. Em última análise, a empresa disse aos usuários, que o Google propôs termos caracterizados como “requisitos injustos e anticompetitivos para manipular seus resultados de pesquisa, impactar o uso de seus dados e, em última análise, custar mais a você [cliente]”.

O problema não afetará o aplicativo YouTube normal. No entanto, isso afetaria seriamente os assinantes do YouTube TV que o usam como seu aplicativo principal para televisão ao vivo. Em um comunicado, um porta-voz da Roku disse que as negociações para resolver a questão estão sendo atrasadas por termos que, em última instância, resultariam no aumento de custos para os consumidores.

“Recentemente, descobrimos que o Google pode revogar o acesso dos consumidores ao YouTube TV no Roku”, disse um porta-voz do Roku ao Gizmodo em um comunicado por e-mail. “O Google está tentando usar sua posição de monopólio no YouTube para forçar a Roku a aceitar termos predatórios, anticompetitivos e discriminatórios que prejudicarão diretamente a Roku e nossos usuários. Considerando os processos antitruste contra o Google, investigações por autoridades de concorrência de comportamento anticompetitivo e audiências no Congresso sobre suas práticas, não deve ser surpresa que a empresa esteja exigindo termos injustos que prejudicam os usuários da Roku”.