O rover Zhurong, agora confortavelmente sentado logo acima da planície empoeirada de Utopia Planitia, enviou suas primeiras imagens da paisagem marciana. Uma imagem mostra a rampa de desembarque que o rover usará para alcançar a superfície de Marte vindo do módulo de pouso. No domingo, a China se tornou o segundo país a pousar com sucesso uma missão em Marte.

Uma imagem é em preto e branco e foi tirada pela câmera usada para evitar obstáculos na frente do veículo espacial. Uma rampa do módulo de pouso se estendeu até a superfície marciana, e as rodas do rover são apenas visíveis na parte inferior do quadro. Em suma, é uma imagem de muito “bem-vindo a Marte”. A segunda imagem é colorida — o solo rochoso vermelho é uma visão familiar para nós ultimamente — e foi tirada pela câmera de navegação na parte de trás do rover. Os painéis solares do Zhurong parecem ter se desenrolado sem problemas. A sonda também enviou imagens de vídeo do orbitador da China, que mostra a separação do módulo e do rover do orbitador durante o pouso. Todas as imagens foram compartilhadas em um novo comunicado da Agência Espacial da China (CNSA).

As fotos são importantes porque irão determinar o que o rover irá examinar. Ao contrário do Perseverance da NASA, que é o quinto rover que a agência implantou no Planeta Vermelho e tem uma missão claramente delineada para procurar vida microbiana fossilizada, Zhurong tem um cronograma mais flexível.

Imagem: CNSA

O rover chinês está a mais de 1.800 quilômetros do Perseverance da NASA e, devido à natureza altamente localizada das missões, eles nunca se encontrarão. Enquanto o Perseverance vasculha o delta de um rio seco na cratera de Jezero, o ambiente de Zhurong em Utopia Planitia é quase totalmente plano.

Muitas características do planeta são de interesse particular para os pesquisadores. Algumas delas incluem estruturas semelhantes a dunas de areia, evidências de geadas marcianas e formato de um cone, vistas em imagens de satélite de orbitadores de Marte, que podem ser de um antigo vulcão de lava ou lama, informou a revista Nature. Se for um vulcão de lama, isso pode ajudar a explicar porque tem tanto metano na atmosfera marciana.

Assine a newsletter do Gizmodo

A missão de Zhurong está programada para durar pouco mais de 90 dias, então há muito o que fazer nesse período. Com os rovers Perseverance e Curiosity e a sonda InSight também operando em Marte, podemos esperar muitas notícias do Planeta Vermelho nos próximos meses.