O módulo de pouso chinês contendo o robô Zhurong pousou com sucesso na superfície de Marte. A notícia foi dada pela mídia estatal chinesa às 20h (horário de Brasília) da sexta-feira (14). O rover, que é parte da missão Tianwen-1, se junta aos dispositivos da Nasa no Planeta Vermelho.

De acordo com o canal de TV estatal CCTV, o módulo de pouso chegou com sucesso à zona planejada e já transmitiu um “olá, Marte” (em chinês, obviamente: “Nihao Houxing”) e respondeu a um sinal enviado da Terra. A descida foi feita com ajuda de um paraquedas, que fez o módulo de pouso desacelerar de 20.000 km/h para a velocidade de um homem caminhando até tocar o solo de Marte.

Lançada em julho de 2020, a sonda chinesa Tianwen-1 alcançou o Planeta Vermelho em 24 de fevereiro, onde está orbitando desde então.

Representação do rover Zhurong e seus instrumentos. Imagem: Zou Yongliao et al., 2021 / Advances in Space Research

Depois de pousar na Utopia Planitia, a nave irá implantar uma rampa, que será usada pelo rover de 240 kg para alcançar a superfície. O rover Zhurong Mars, cujo nome se traduz como “deus do fogo”, passará os próximos três meses usando seus vários instrumentos científicos para estudar o regolito, as rochas, a geologia e a atmosfera marcianos. O veículo também procurará por sinais de gelo de água subterrâneo. Esta é agora a segunda missão na Utopia Planitia; a anterior foi a Viking Lander 2, da Nasa, em 1976.

Assine a newsletter do Gizmodo

A China é apenas o segundo país a lançar uma sonda funcional em Marte, depois dos Estados Unidos. Alguns incluem a sonda soviética Mars 3, que realizou um pouso suave em Marte em 1971 — o primeiro pouso suave em Marte, para ser justo. No entanto, ela conseguiu transmitir dados por apenas dois minutos antes de desligar permanentemente. A sonda conseguiu enviar uma única imagem cinza sem detalhes. Um total de nove missões da Nasa alcançaram a superfície marciana desde 1976. A Agência Espacial Europeia tentou pousar um rover como parte de sua missão ExoMars 2016, mas o módulo Schiaparelli caiu devido a um erro de software.

Junto com o rover Perseverance da Nasa e a sonda Hope dos Emirados Árabes Unidos, a missão Tianwen-1 é uma das três missões para chegar a Marte este ano. A Zhurong se juntará ao Perseverance (junto com seu helicóptero), ao rover Curiosity e à sonda estacionária InSight na condução de pesquisas científicas na superfície marciana.

Colaborou Giovanni Santa Rosa. Com informações de G1UOL.