O Lumia 1020 foi lançado há quinze meses com seu enorme sensor de 41 megapixels, mas ainda não vimos um sucessor dele. Rumores diziam que a Microsoft preparava o smartphone “McLaren”, que teria uma câmera enorme – e ele poderia ser assim.

Estas fotos foram postadas no Taobao, um site de leilões da China. Elas mostram um aparelho prateado “Nokia RM-1052” com uma enorme protuberância na parte de trás para acomodar a câmera; não se sabe quantos megapixels ela teria.

Há sempre a possibilidade de que isto seja um fake bem elaborado, mas há alguns elementos sugerindo que este aparelho é real: as marcas na traseira com o texto “proto.nokia.com”, geralmente encontrado em protótipos legítimos da empresa; mais o aviso “propriedade da Microsoft Mobile”, nome interno da ex-divisão móvel da Nokia.

Microsoft Nokia Lumia 1030 (3)

Além da câmera enorme, o smartphone McLaren também teria comandos por gestos, mais sensores dedicados para detectá-los – em vez de combinar a câmera frontal ao acelerômetro, como em alguns modelos da linha Samsung Galaxy.

Esses gestos incluiriam atender ligações automaticamente levando o celular até a orelha; desligar uma chamada colocando o celular no bolso; descartar notificações acenando a mão por cima da tela; entre outros. Também seria possível usar as laterais do celular para interagir com o sistema (dar zoom, por exemplo); e o aparelho conseguiria até criar mapas de calor, assim como o Kinect.

Microsoft Nokia Lumia 1030 (2)

Quanto às especificações, o protótipo tem tela entre 5 e 6 polegadas com resolução 1080p, processador quad-core, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno com suporte a microSD.

O McLaren seria lançado nos EUA no final deste ano, mas segundo o Windows Central, ele foi cancelado em julho: “parece que a Microsoft não foi capaz de levar o projeto adiante garantindo uma experiência consistente, viável e utilizável para o consumidor”. O custo também foi um dos fatores.

Quem sabe este “Lumia 1030” seja refinado e lançado no futuro; mas por enquanto, este vazamento mostra apenas o que poderia ter sido. [Geekongadgets via The Verge]