Rumores confiáveis dizem que a próxima geração dos smartphones Nexus será feita pela HTC. Nas últimas semanas, surgiram mais detalhes sobre os dois aparelhos – e até mesmo sobre relógios de pulso inteligentes que o Google estaria preparando.

Vamos por partes. Um dos smartphones tem codinome “Sailfish” e, segundo o Android Police, possui tela Full-HD de 5 polegadas. Enquanto isso, o codinome “Marlin” teria tela de 5,5 polegadas e resolução Quad HD (2560×1440).

Eles compartilham mais semelhanças que diferenças, diz o Android Police: display AMOLED, 4 GB de RAM, 32 GB ou 128 GB de armazenamento, câmeras de 12 megapixels e 8MP, e processador quad-core da Qualcomm – que pode ser uma versão do Snapdragon 820, ou os futuros 821/823.

Até o design deve ser bastante parecido: a imagem abaixo serve para ilustrar tanto o Sailfish como o Marlin. Eles teriam corpo de alumínio, leitor de digitais na traseira, e nada de calombo na câmera. E ambos, é claro, vão rodar o Android Nougat.

nexus 2016 android police

Na parte inferior, ambos teriam uma entrada USB Type-C e saída de alto-falante; na parte superior, ficaria a entrada para fone de ouvido – ela não deve ser removida por enquanto. O Sailfish teria 2.770 mAh de bateria, contra 3.450 mAh no Marlin.

Relógios inteligentes

E quanto aos smartwatches? O Android Police diz que serão dois modelos – um maior, um menor – com tela circular e sem o “pneu furado” do Moto 360.

O relógio maior, codinome “Angelfish”, teria 43,5 mm de diâmetro e seria grosso (14 mm de espessura), provavelmente para acomodar uma bateria maior. Ele teria GPS embutido, suporte a 4G e um sensor de batimentos cardíacos.

Enquanto isso, o codinome “Swordfish” teria 42 mm de diâmetro e espessura menor (10,6 mm), porém seria mais limitado em recursos – nada de GPS nem 4G aqui. Ambos teriam integração com o Google Assistant para oferecer alertas contextuais.

Por que o Google está fazendo smartwatches? É possível que a ideia seja estimular as parceiras a fazer o mesmo, dando um exemplo semelhante ao que a linha Nexus faz, já que os lançamentos com Android Wear vêm se tornando raros ultimamente.

Ainda não sabemos quando esses dispositivos serão lançados – o Google costuma fazer eventos de hardware em setembro – mas as chances de um lançamento oficial no Brasil são quase nulas. Isso vale especialmente para os smartphones, já que a HTC não tem representação no país desde 2012.

[Android Police 1, 2, 3, 4]