Os processadores Samsung Exynos estão presentes em vários dos dispositivos mais rápidos que existem, desde o Galaxy S II, que estava à frente de todos em termos de velocidade, até o mais recente Nexus 10.

Agora temos o processador Exynos 5 Octa. Peraí, octa? São oito núcleos? Sim. Tudo em um smartphone. Isso parece loucura, e parece sensacional.

São dois conjuntos de quatro núcleos. Um dos grupos conta com a potente arquitetura ARM Cortex-A15, para tarefas mais exigentes. Enquanto isso, o outro usa Cortex-A7, para lidar com processos mais simples – e assim economizar bateria. Esta é a arquitetura ARM big.LITTLE.

Vale notar que os oito núcleos não são usados ao mesmo tempo: são até quatro de cada vez. É possível ativar núcleos diferentes (A15 ou A7) ao mesmo tempo.

Lembra que o Tegra 3 possui um quinto núcleo para tarefas simples, que economiza energia? O Exynos 5 Octa tem quatro núcleos para isso.

E como todo mundo que lançou um processador móvel nesta semana, a Samsung afirma que este é o processador móvel mais rápido e mais eficiente (em termos energéticos) do mundo, afirmando que ele faz a duração da bateria aumentar em até 70% (em relação ao Exynos 5 Dual para tablets). É esperar para ver e testar.