O que temos aqui é basicamente um tocador de música de bolso (PMP) que roda Android 2.2. O aparelho está à venda, por exemplo, no Submarino por R$749. Ele vem com 8GB de espaço interno que pode ser expandido com mais 32GB via microSD.  O processador é de 1GHz, a câmera tem 3,2 MP e aparentemente a tela de 5 polegadas não é de Super AMOLED.

Ou seja, trata-se de um equivalente Android para o iPod touch. Só não entendemos por que a Samsung colocou um nome tão fácil de confundir os clientes — é fácil acreditar que ele telefona. Um “player” no nome já resolvia, como a própria empresa fez nos EUA. Apesar de acreditar que os PMPs irão morrer aos poucos com o crescimento de smartphones e tablets, o aparelho pode ser uma opção interessante para aquele presente de fim de ano que o tio mais abastado gosta de dar para aquele sobrinho meio nerd. Concordam?