Ruim: Todo o resto. Pareceu lento e com muitos problemas. A interface, cheia de “engasgos”, é bem ruim. Os widgets da barra lateral, que precisam ser arrastados e soltos na tela para fazê-los aparecer como pequeninos programas, é de um design atroz, atrapalha demais. Gasta espaço e exige um movimento simplesmente desnecessário.

Notas finais: Depois de 45 minutos frustrados fuçando o negócio, meu veredicto é de que se deve evitá-lo como uma praga. Como consumidor, minha primeira impressão é de horror e frustração, sem dúvida. Melhor pegar um HTC. Ou um Sony. Ou um Nokia. [Mais sobre a IFA 2008]