Desde o ano passado, a SanDisk já tinha um plano bem claro: ter uma fábrica no Brasil para diminuir o preço de seus pen drives e acompanhar bem mais de perto o mercado negro dos pequenos aparelhos — que, em 2010, representava 40% do mercado, segundo a empresa. A tal fábrica ainda não saiu, mas uma parceria importante, sim: a SanDisk anunciou que investirá US$2,5 milhões na produção de pen drives no Brasil, todos eles saindo do forno da TMT Memory Group, no interior do Paraná.

A empresa diz que a fábrica, que já produz pentes de memória RAM, produzirá 2 milhões de pen drives por mês. E para mostrar que o investimento é sério, a SanDisk anunciou o Cruzer Connect de 4GB, o primeiro fabricado no Brasil. Ele custará R$19,90 e, segundo Santos, é 20% mais barato do que o modelo importado (que custa R$24,90) e foi o escolhido para inaugurar a nova linha por ser o mais popular no mercado negro/cinza — apesar de vermos com cada vez mais frequência os modelos de 64GB por 30 conto.

Com o aparelhinho produzido no Brasil, a empresa terá mais controle sobre circulação e poderá mapear melhor os locais em que deve trabalhar contra os pen drives piratões. Ele chega às lojas nos próximos dias, tanto no varejo quanto em lojas online. [IDG e ZTOP]