A órbita da Terra é um terreno baldio cheio de lixo espacial – cerca de 20.000 pedaços de detritos com 10cm ou mais. E esse lixo nem sempre fica no espaço: às vezes ele cai na Terra.

Um desses pedaços enormes é o UARS (Upper Atmosphere Research Satellite), um satélite de 6,5 toneladas. O UARS foi lançado como parte de uma missão do Ônibus Espacial (Space Shuttle) para medir níveis atmosféricos de ozônio e outras substâncias. O satélite tem 4,5m de diâmetro e é equipado com dez instrumentos científicos. Ele prestou serviço de 1991 a 2005, e vem flutuando sem rumo desde então.

Neste mês, o satélite vai começar sua descida de volta à Terra. Apesar da maior parte de sua estrutura pegar fogo durante a re-entrada na atmosfera, algumas peças podem se quebrar e cair na Terra. E a NASA não faz ideia de onde elas vão cair.

A NASA avisa, no entanto, que o risco de ferimentos por lixo espacial em queda é muito pequeno. Em mais de 60 anos de voos espaciais, não houve qualquer relato de ferimentos ou danos a propriedade resultantes de detritos do espaço. [NASA via Discovery News]