Depois de criar calçados por vários anos, Martin Keen decidiu que poderia aplicar em mesas e cadeiras o mesmo conhecimento que ele usa para criar sapatos confortáveis. Isto resultou em uma estação de trabalho pouco ortodoxa chamada Locus, que deixa o funcionário em pé e sentado ao mesmo tempo.

Parece que ainda não descobrimos a receita definitiva da melhor combinação ergonômica de cadeira e mesa. Lembre que, há algum tempo, especialistas em ergonomia sugeriam sentar em bolas infláveis o dia inteiro.

Mais recentemente, trabalhar em pé se tornou a nova tendência. Gina Trapani, ex-Lifehacker que adotou o método, explica que os primeiros dias em pé cansam muito, mas o corpo se acostuma rápido. E esta pode ser uma alternativa saudável a ficar sentado, algo que pode arruinar seu corpo. Ano passado, nosso Rodrigo Ghedin tentou trabalhar todo dia em pé, adaptando a mesa para elevar o teclado, mouse e monitor – mas hoje, ele trabalha sentado.

Por sua vez, o assento Focal Locus oferece um meio-termo entre ficar em pé e sentar para trabalhar. Nós conseguimos sentar em um na ICFF 2012, e até que não é tão ruim assim. Mas sentar por 30 segundos não é a mesma coisa que sentar por algumas horas.

O assento é suspenso por uma só barra giratória, e se ajusta a seus movimentos ao longo do dia para você sempre ficar apoiado em seu ponto natural de equilíbrio. Isto também significa que seu corpo não fica na mesma posição das 9 às 18h, estimulando o movimento que mantém seu sangue fluindo, e mantém seu corpo e cérebro ativos. Até fico tentado em experimentar o trabalho em pé, mas este meio-termo aqui parece bizarro. E caro: a cadeira Locus sai por US$650, enquanto a mesa custa US$950. [Focal Upright Furniture]