Trabalhadores com capacetes em guindastes móveis, ou pendurados precariamente por cabos em postes de linhas de alta voltagem, são quase tão comuns em alguns países quanto torres e transformadores. Nos próximos anos, estas figuras tão conhecidas se tornarão mais… mecânicas.

A empresa japonesa HiBot, baseada em Tóquio, está desenvolvendo um robô para a perigosa tarefa de inspecionar fios de alta voltagem, até então feita por sacos de carne humanos. A ideia é não só reduzir a chance de técnicos serem fritos nesses cabos, como tornar o processo de inspeção mais eficiente — o que é vital, já que as infraestruturas de muitos países têm componentes chegando aos 100 anos de idade.

O HiBot Expliner, visto na imagem acima e prestes a ser usado no Japão, é o segundo robô para essa tarefa, e o mais ambicioso: enquanto o LineScout — da primeira foto, hoje em fase de testes no Canadá — só inspeciona uma linha por vez, o Expliner inspeciona quatro. E, ao contrário dos humanos, o Expliner e o LineScout não se importam se deixarem as linhas ativas enquanto eles fazem seu trabalho, afinal eles não têm nada a perder. Ah, e porque eles possuem isolante elétrico.

Se você ainda se pergunta por que estes robôs são necessários — quem sabe eles possam ajudar a evitar outro apagão no Brasil! — veja este vídeo, começando no ponto 2:00. [IEEE via Make]