Sabe quando você está comendo frango, e ficam aqueles pedaços de carne ainda no osso, mas que você não consegue tirar? Existem máquinas industriais para isso: você coloca ossos com pedaços de carne de um lado, e de outro sai a carne. Um blog diz que isto aí em cima é frango depois de passar por este processo. Será que é verdade?

A carne mecanicamente separada (CMS) é usada geralmente na fabricação de nuggets, salsichas, mortadelas e salames. Existe CMS de todo tipo: carne de boi, peixe, porco, frango… No caso do frango, depois de desossado, a carcaça passa por uma máquina que retira toda a carne presa nos ossos, como você pode ver no vídeo abaixo:

A carne que sai da máquina, no vídeo, não se parece com a foto acima – se parece com, bem… carne.

A CMS permite às empresas fornecer produtos a preços mais baixos, já que tira o máximo possível de carne de sua matéria-prima. Mas você provavelmente não vai encontrar produtos feitos apenas com CMS: a lei brasileira estipula níveis máximos, como você vê na tabela abaixo, deste artigo de 2006:

Você também não vai encontrar CMS no supermercado, já que ela é usada apenas pela indústria. Mas voce ainda está assustado com a foto acima, não? Bem, ela está circulando pelo menos desde o final de 2008 pela internet, e já esteve na Wikipédia, mas foi removida. Eu até acredito que CMS seja um pouco nojenta – qualquer carne crua é nojenta – mas parece que isso na foto não é carne, não. Quem sabe é frozen yogurt? [Early Onset of the Night via BuzzFeed via Gizmodo US via Greg In The Desert]