Desde que vi aquele capacete demoníaco para o F-35 – que oferece uma vista esférica em 360 graus do campo de batalha –, pergunto-me como deve ser a visão do piloto, por dentro. Esse vídeo dá uma ideia disso, no minuto 3:50.

O capacete projeta um mundo de realidade aumentada dentro do visor. A imagem é criada por uma maravilha chamada Electro Optical Distributed Aperture System, que combina informações de sensores – seis deles infravermelhos, posicionados em torno da nave – em um panorama esférico de 360 graus, tudo em tempo real.

O panorama dentro do capacete torna o F-35 completamente invisível ao piloto. Na verdade, ele mesmo ficará invisível para si: ao olhar para as suas pernas, verá a terra, por exemplo. Ele poderá olhar para qualquer direção e ter uma visão clara do que estiver ocorrendo, dia ou noite. Além disso, a imagem pode ter informações do sistema sobrepostas.

Os sistemas de mira e radar podem detectar qualquer objeto em movimento na terra ou no ar, identificando-os como amigo ou adversário. Ele permite que o piloto “cole” em um alvo, dispare e direcione as armas em sua direção.

O sistema é aparentemente tão avançado que a fabricante Northrop Grumman chega a dizer que ele torna a manobrabilidade irrelevante: “Em vez de mortes mútuas, o F-35 simplesmente sai da luta e deixa os mísseis fazerem a curva.” Não sei se isso se provará em combates reais, mas o capacete o DAS são impressionantes de qualquer maneira. [Flight Global]