A empresa start-up Gearbox quis combinar dois prazeres inatos do ser humano: brincar com bolas e brincar com gadgets. Eles imaginam as esferas-robô controladas pelo Android entrando em jogos como golfe e curling; eu imagino gatos ficando loucos com essa bolinha.

Isso antes da dominação mundial pelo exército de robôs, comandados por um só smartphone rodando o robozinho do Google. [FastCompany]