Que as câmeras de celulares estão cada vez melhores e tomando o espaço das compactas, você provavelmente já sabia. Mas agora há dados para confirmar isso: segundo um relatório do NPD Group liberado ontem, 2011 foi o ano da virada. Será que as dedicadas simples ainda têm vez ou a conectividade aliada a lentes e sensores cada vez melhores nos smartphones sepultarão esses modelos de entrada?

Segundo o relatório, a quantidade de fotos e vídeos feitos com smartphones saltou de 17% em 2010 para 27% em 2011, ao passo que a produção em compactas caiu, de 52% para 44%. As vendas nessa categoria também diminuíram, 17% em relação ao ano anterior. Não por coincidência no ano prestes a terminar vimos o nascimento de vários smartphones com câmeras de respeito: a de 8 MP do Galaxy S II, as belas câmeras da Nokia com lente Carl Zeis desde o N95, a reformulada e high-tech do iPhone 4S. Até a Motorola, que nunca foi de colocar câmeras decentes em seus smartphones, surpreendeu com a do RAZR. Parece ser, afinal, um caminho sem volta.

Redes sociais como Flickr e Instagram reportam números incríveis. Na da Yahoo!, o iPhone 4 tornou-se a “câmera” mais popular de todos os tempos. No Instagram, 26 fotos são enviadas por segundo de acordo com os criadores do serviço. Além da qualidade, a conectividade dos smartphones contam muitos pontos — é bem mais prático e empolgante tirar a foto e já subi-la para seus amigos verem do que ter que chegar em casa, descarregar o cartão e, só aí, fazer o upload. Mesmo que algumas fabricantes já estejam incluindo o descarregamento Wi-Fi ou upload simplificado em suas compactas, é difícil combater a máxima “a melhor câmera é a que está com você”.

Mas nem tudo está perdido para as boas imagens, porém. O mesmo relatório do NPD mostra crescimento em câmeras simples, mas mais elaboradas que as compactas. As com lente removível cresceram 12%, as com zoom ótico acima de 10x, 16%. Isso significa que, para continuar vendendo câmeras dedicadas, as fabricantes precisam distanciá-las das dos smartphones. O problema é que esses estão jogando pesado e elevando o nível num ritmo alucinante. [GigaOM]