Os smartwatches em geral ainda deixam a desejar, mas a Pebble costuma trazer ideias agradáveis e diferentes no ramo de wearables. Seus produtos se saem muito bem em notificações no pulso e em vida útil da bateria. Agora, eles estão mirando em mais outra área: fitness.

>>> Os problemas do Apple Watch, um ano depois
>>> [Review] Moto 360 Sport: um companheiro para corridas bom e muito caro



Hoje, a Pebble está lançando uma nova campanha do Kickstarter para o Pebble 2, Pebble Time 2 e seu novo minicomputador, o Pebble Core.

Entendemos a decisão da Pebble em voltar ao crowdfunding – em vez de fazer uma pré-venda tradicional – porque isso funciona e muito bem, quebrando recordes. Só que a empresa nunca lançou três produtos de uma só vez através do Kickstarter.

pebble 2016 (2)

Pebble 2

O Pebble 2 é uma reinvenção do sucesso original da Pebble lançado há quatro anos. O Pebble 2 não perdeu o corpo grande de plástico, mas ganhou uma nova tela em preto-e-branco fundida com Gorilla Glass em vez de plástico, e ficou um pouco mais elegante e menos volumoso do que o original.

Mas a grande adição aqui é um sensor de frequência cardíaca embutido, que irá tirar vantagem do software de fitness que a Pebble veio lentamente introduzindo ao longo dos últimos meses.

Ele é à prova d’água até 30 metros, tem bateria que dura até 10 dias, e vem em cinco cores: preto/preto, preto/vermelho, verde escuro/branco, branco/cinza e preto/verde claro.

pebble 2016 (3)

Pebble Time 2

Mas é a outra grande atualização que as pessoas provavelmente irão preferir: o Pebble Time 2. Ao contrário de gerações anteriores feitas de plástico, o novo Time 2 é todo de metal – é uma amálgama do Pebble Time e Pebble Steel. (A empresa diz que quis remover essa confusão a fim de racionalizar o número de relógios que ela oferece.)

O Pebble Time 2 inclui um sensor de frequência cardíaca e três acabamentos opcionais de metal (preto, prata e ouro). No entanto, a grande atualização aqui é a tela. A Pebble vem sendo criticada por fazer relógios com telas baratas e cercadas por bordas enormes, mas a relação tela-borda aqui é muito melhor.

pebble 2016 (6)
Pebble Time 2 ao lado do antigo Pebble Time Steel

Mesmo com um display colorido 53% maior, o Time 2 ocupa basicamente a mesma área no pulso, e ainda tem autonomia de 10 dias com uma só carga. Ele é à prova d’água até 30 metros.

O Pebble 2 e Time 2 continuam na mesma filosofia de smartwatch: telas eficientes de e-ink, um sistema operacional baseado em linha do tempo, e um hardware que funciona bem com iOS e com Android – sem extras desnecessários.

pebble 2016 (5)

O Pebble 2 e Pebble Time 2 estão disponíveis no Kickstarter custando a partir de US$ 100 e US$ 170, respectivamente. Esses são os preços para os primeiros clientes; depois, eles irão para US$ 130 e US$ 200.

O Pebble 2 será lançado em setembro, e o Time 2 virá em novembro. Enquanto isso, a empresa deixará de vender modelos de relógio mais antigos, incluindo o smartwatch original deles.

pebble 2016 (7)

Pebble Core

Se você estava esperando por algo um pouco diferente, aí entra o novo Pebble Core. Trata-se de um pequeno dispositivo equipado com GPS e conectividade 3G, e que custa US$ 70.

O Core é basicamente um botão conectado à internet que você prende no chaveiro, em sua camisa ou no bolso. A Pebble fez este dongle opcional de US$ 70 especificamente para quem pratica corrida, e ele funciona com outros relógios – não só da Pebble.

pebble 2016 (4)

Você pode fazer streaming de músicas do Spotify via 3G, rastrear suas corridas com o GPS, e realizar ações simples com apps do Pebble – como chamar um Uber. A empresa acredita que os desenvolvedores irão encontrar ainda mais maneiras de tornar este botão mais útil.

O Core tem autonomia de nove horas fazendo streaming do Spotify e usando o GPS, e pode passar dias em modo de baixa energia. A bateria pode ser carregada com uma base wireless Qi.

O Pebble Core está em pré-venda hoje, mas você terá que esperar até janeiro de 2017 para colocar suas mãos nele.