Nem o Sabba lá atrás nem eu deixamos regras muito restritivas. E sempre rolaram pessoas que participaram do concurso com fotos ou links para vídeos. Aliás, já ganharam com uma referência a um barulho.

Se eu escolhesse outras, alguém também poderia reclamar que a pessoa ganhou porque fez legendas para duas fotos em um comentário só, por exemplo.E sempre alguém vai dizer que havia frases melhores. E certamente terá isso sempre, já que a escolha de "melhor"  num concurso cultural é totalmente subjetiva.

E vejam só: o Ligeirinho me mandou um e-mail há pouco dizendo que, na boa, se eu achasse melhor voltar atrás da decisão, ele não veria problema.

E ESSE é o espírito, moçada: relaxem. O concurso de legendas sempre foi uma brincadeira pra gente passar o fim de semana imaginando bobagens sobre uma foto, escrevendo e lendo também – é parte do processo. Passamos um tempo sem fazê-lo porque não tínhamos prêmio, e muita gente pedia que voltasse mesmo assim, como acontecem em vários sites, até os que ganham prêmios da MTV. A ideia seria simplesmente se divertir.

Aliás, nós nem sempre temos prêmio. Nem dessa vez tivemos, na real. Essa câmera, por exemplo, foi oferecida aos jornalistas na viagem ao Japão. Presentinho, que acontece de quando em vez com empresas mais afoitas em agradar os formadores de opinião – jabá, se você preferir. Os jornalistas do mundo inteiro simplesmente tiraram a câmera da caixa e começaram a usar. E eu pensei: "legal, temos um prêmio para nossos leitores". Já fizemos isso antes com o celular dado pela HP para blogueiros e faremos de novo sempre que ganharmos esses presentes caros. Todo mundo ganha: vocês, o site e a empresa. Certo?

Nos próximos concursos, deixarei mais claro o que pode e o que não pode – mas também não esperem regulamentos, porque, como falei, o espírito não é esse. Estamos aqui para nos divertirmos, ok? 

Ligeirinho ainda ganha, além da câmera, um troféu imaginário pelo fairplay.