Fizemos grandes avanços na tecnologia, especialmente com os computadores. Mas há um campo no qual parece que regredimos e temos a sensação de que as opções disponíveis em 1987 eram melhores do que em 2017: os teclados.

• Seu estilo ruim de digitação pode ser tão eficaz quanto a datilografia por toque
• Este teclado sem fio se adapta à luz ambiente para ser usado em conjunto com a TV

Conforme o tempo foi passando, os nossos teclados foram piorando, enquanto os computadores só melhoravam. Mas nos últimos anos, o esforço pelo retorno dos teclados mecânicos com diferentes switches tem mostrado que finalmente teremos teclados tão bons quanto aqueles que nossos pais usavam.

Só que agora existem diversas opções disponíveis. E encontrar o tipo de switch certo para os seus dedos é mais complicado do que parece.

Membrana vs. mecânicos

Existem dois tipos principais de teclados utilizados hoje em dia: teclados mecânicos, que possuem molas separadas para cada tecla – iguais a que encontramos no clássico IBM Type M de 1985 – e os teclados de membrana, como os teclados da Apple, que possuem uma peça única para o registro dos toques.

Os teclados de membrana ganharam popularidade no início dos anos 1990 porque eram mais resistentes a acidentes com líquidos, mais baratos de se fabricar e, supostamente, eram mais duráveis, já que tinham menos peças do que um teclado mecânico. Menos peças deveria significar que o teclado tem menos chances de falhar.

Os teclados de membrana podem ser muito menores, e é por isso que é o tipo preferido em praticamente todos os laptops do mercado. As teclas de membrana também podem ser encontradas nos teclados conectados ao seu desktop, os controles do seu console e até mesmo no controle remoto da TV. Eles são silenciosos, mas não “clicam”, como acontece nos teclados mecânicos.

E é justamente a falta desse “clique” que fez com que muita gente voltasse a procurar a opção mecânica. Primeiro, apenas alguns obcecados pelo assunto foram atrás disso. Mas agora os gamers entraram na brincadeira.

Tipos de teclados mecânicos

Gamers gostam dos teclados mecânicos, por causa da sua durabilidade alta e a capacidade de aguentar e identificar pressionamentos furiosos nas teclas.

E, basicamente, existem três tipos diferentes de teclas mecânicas, ideais para diferentes tipos de uso:

Existem os switches lineares, o que é ótimo para pressionamentos rápidos e contínuos, do jeito como os gamers costumam fazer, mas não possuem uma resposta tátil muito clara. Além disso, eles são muito leves.

teclado-linear

Já os switches táteis sem clique são úteis para quem digita muito e se guia só pela sensação dos dedos. Ele possui um indicador de “colisão” tátil dentro do switch, para que você possa sentir o momento exato em que a tecla pressionada foi lida pelo teclado.

teclado-tatil-sem-clique

Por fim, os switches táteis de clique são tão bons quanto os anteriores para quem digita muito, mas eles são extremamente barulhentos, também. Parece que você tá lidando com uma máquina de escrever mecânica.

teclado-tatil-com-clique

Então, antes de você comprar um teclado mecânico, analise seu tipo de uso e faça a escolha do tipo de switch mais apropriado para você. Se você pressiona muitas teclas e continuamente, dê uma olhada no switch linear. Agora, se você digita muito e precisa de algo mais silencioso para um escritório, por exemplo, tente um switch tátil. E se o barulho não for um problema, tem ainda o switch tátil com clique.

Ah, e sempre vale a pena tentar testar os teclados antes de comprá-los.

Vídeo por Mandy Mandelstein, ilustrações por Devin Clark.