Hmm, isso não parece certo. Aparentemente, as cópias originais de SOCOM US Navy SEALs: Fireteam Bravo 3 vêm com um código de uso único que é necessário para jogar online. Comprou usado de um dono que já usou o código? Um novo código custa U$ 20.

Não é segredo que a indústria dos games odeia o mercado de jogos usados, que faz com que eles deixem de ganhar muita grana. O problema é que vender e comprar jogos usados está 100% dentro da lei. Então o jeito que as empresas encontram é ir trancando partes do jogo atrás de códigos que só podem ser usados por uma pessoa. Este é o caso mais extremo desta prática até agora.

A solução também não é contra nenhuma lei, mas não deixa de ser algo mesquinho e antipático. Mas tudo bem, a Sony está com pontos de karma suficientes para queimar. [IGN via Consumerist]