Então, Bert Nordberg, CEO da Sony Ericsson, é o seguinte: se você quer falar sobre as negociações privadas da sua empresa que não deram certo, pelo menos fale de alguma coisa que seja positiva pra você. Porque esta história do Nexus One com certeza não é!

Nordberg confirmou ao jornal Sydsvenskan que o Google abordou primeiro a Sony Ericsson para ser o parceiro de hardware para o Nexus One, e disse que a Sony Ericsson recusou friamente. Aparentemente a Sony Ericsson prefere competir sozinha no mercado americano. Vamos ver se isso deu certo?

O Nexus One, apesar das vendas baixas, estabeleceu-se como o melhor celular com Android à venda hoje. E, mais importante, ele deu à HTC um grande impulso na reputação e imagem. Enquanto isso, a Sony Ericsson nem lançou um smartphone com Android nos EUA ainda. Ops? [Sydsvenskan via Engadget]