Encontrar um PS5 no varejo é tarefa quase impossível: com a crise mundial de semicondutores, a produção do novo console está limitada. Por isso, a Sony decidiu produzir mais consoles PS4 do que o esperado inicialmente. O intuito é ajudar a “suprir o vazio de estoque e manter jogadores dentro do ecossistema PlayStation”.

De acordo com a Bloomberg, a Sony tinha planos para encerrar a produção do PS4 em 2021, mas a escassez de componentes para fabricar o PS5 adiou essa decisão. Em 2022, a gigante japonesa pretende, segundo a reportagem, produzir mais 1 milhão de consoles para aliviar a pressão sobre o hardware de última geração.

O número pode ser ajustado conforme a demanda. Isso acontece porque o console anterior usa chips menos avançados do que o atual, tornando-o uma alternativa mais prática e econômica para a empresa.

Além disso, aumentar a produção de consoles PS4 parece dar à Sony “mais liberdade quando negocia com parceiros de produção em busca de melhores acordos”.

Os parceiros da companhia já tinham sido avisados da decisão, no entanto, a empresa voltou atrás e decidiu continuar com o fornecimento de PlayStation 4 ao mercado. Vale destacar que a Sony não confirmou isso de forma oficial, e as fontes da reportagem foram “familiares e pessoas próximas aos funcionários”.

Procurada pela Bloomberg, a Sony confirmou que a produção do PS4 continuará durante 2022, mas negou que planejava descontinuar a produção da geração anterior de consoles.

Não podemos deixar de citar a pandemia de Covid-19. O número de pessoas doentes e de óbitos, além do isolamento social, fez com que a indústria de games atrasasse seus principais lançamentos; ao mesmo tempo, a demanda por entretenimento cresceu. A falta de componentes básicos para a fabricação de hardware piorou esse cenário.

Ainda não se sabe como isso pode afetar a indústria como um todo. Tradicionalmente, este seria o momento em que as grandes desenvolvedoras de jogos passariam a concentrar seus esforços em lançamentos apenas para a nova geração. E além da Sony, as suas concorrentes como a Microsoft com o Xbox Series X|S e o Nintendo Switch, passam pelo mesmo problema.

Vale lembrar que o PlayStation 5 já quebrou o recorde de console que mais vendeu em um curto espaço de tempo nos Estados Unidos. Além disso, enquanto lida com a dificuldade de manter o estoque do aparelho, rumores já apontam para a possibilidade de a japonesa já trabalhar em uma nova versão do PS5 para ser anunciada em 2022.