Se você sentiu falta de artigos sobre a Sony na CES, confira neste post os destaques da empresa japonesa na feira. (Post com muitas imagens.)

  
Shows ao vivo pela TV em 3D


A Sony anunciou que investirá na transmissão pela TV de shows ao vivo em 3D. A empresa exibiu um clipe 3D de Jimi Hendrix em Woodstock, depois chamou a linda Taylor Swift para uma apresentação – que foi exibida em 3D, em tempo real, num telão ao fundo do palco.

  
Bravia

Segundo as contas do Giz US, a Sony lançou 38 modelos de televisores no evento. Olhando no papel, não parece haver muita novidade além do suporte a conteúdo 3D em alguns modelos. Só testando mesmo para saber se há melhoras significativas.

Os destaques, como sempre, são as séries XBR. A XBR-LX900 tem quatro tamanhos (60, 52, 46 e 50 polegadas), suporte a 3D e iluminação por LED (nas bordas), além de conexões Wi-Fi e USB. A XBR-HX900 tem características semelhantes e aparentemente apresenta até uma vantagem: regulação de iluminação local (local dimming), o que permite a exibição de “pretos mais pretos”; por outro lado, ela é oferecida apenas nos tamanhos de 52 e 46 polegadas.

  
Blu-ray

O tocador BDP-S770 tem reprodução de Blu-ray 3D, conexão Wi-Fi e pode ser controlado via iPhone ou iPod Touch com o uso do aplicativo gratuito BD Remote. O BDP-S570 não tem suporte a Blu-ray 3D, e o BDP-S370 não tem isso, nem Wi-Fi embutido.

Os sistemas de home theater BDV-HZ970W, BDV-E770W e BDV-E570 têm características técnicas semelhantes, mas o primeiro tem suporte a Blu-ray 3D, e os dois primeiros têm caixas acústicas traseiras sem fio integradas.

Foi confirmado ainda que o PlayStation 3 será capaz de reproduzir filmes em 3D nos televisores Bravia com suporte para tal. Torcemos para que a compatibilidade não se limite às TVs da própria Sony (acho difícil).

  
Foto e vídeo

Ao menos para mim, a notícia de maior impacto na área de foto e vídeo não foi o lançamento de alguma câmera, mas o anúncio de que a Sony finalmente “cedeu” ao padrão Secure Digital – ela fabricará não apenas cartões de memória SD e microSD, como máquinas compatíveis com o formato.

Outra novidade de alguns dos novos modelos é o recurso TransferJet, que permite transferência sem fio de arquivos entre câmeras da marca – basta aproximar uma da outra. Mas há um porém: para transferir fotos, as máquinas fotográficas com essa função precisam utilizar – adivinhe! – uma mídia específica: o TransferJet Memory Stick.

A Sony apresentou câmeras para todos os gostos – só camcorders foram 17, do modelo prosumer HDR-AX2000 às várias opções da linha Handycam, em versões com armazenamento em disco rígido ou flash. As camcorders de bolso Bloggie (abaixo) capturam vídeo 1080p e fotos com cinco megapixels. A atração é a MHS-CM5, que tem zoom óptico de 5x.

A série Cyber-Shot também cresceu. Com sensores de dez megapixels, os modelos DSC-HX5V (zoom óptico de 10x) e DSC-TX7 (zoom óptico de 4x) oferecem gravação de vídeo em full HD 60i com compressão AVCHD e um aparentemente interessante modo panorama. A HX5V conta ainda com GPS e bússola.

 
Dash

Em poucas palavras, o Dash é o Chumby da Sony. Ou seja, é um aparelho que funciona conectado à internet, rodando diversos widgets.

A Sony chama-o de “personal internet viewer” (visualizador de internet pessoal) e grafa o seu nome com letra minúscula (“dash”). Tem touchscreen de sete polegadas e “acesso a mais de mil aplicativos de internet gratuitos”, que cobrem serviços como “notícias, agendas, clima, esportes, redes sociais”.

O Giz US revela que o sistema operacional do aparelho é uma versão modificada do Chumby OS. O Dash será vendido a partir de abril, por US$ 199.

  
Vaio

Os novos laptops da Sony aparentemente não apresentam nada de revolucionário. O modelo Z tem tela de 13,1 polegadas, drive de Blu-ray opcional, sistema de gráficos híbrido, 3G e SSD de até 512 GB (não há opção de armazenamento em HDD). A linha F é mais voltada a multimídia: também tem drive de Blu-ray opcional, além de tela de 16,4 polegadas e tecnologia TransferJet em alguns modelos. A série Y é a opção thin and light, com tela de 13,3 polegadas, processador de baixa voltagem e preço mais acessível. E o netbook W ganha uma versão “ecológica”, com parte do gabinete feito a partir de produtos reciclados. Seu diferencial em relação à maioria dos concorrentes continua a ser a resolução de 1366 × 768 da tela de 10,1 polegadas.

 
Que mais?

A Sony promete continuar a investir em serviços de vídeo pela internet, que poderão ser acessados por televisores Bravia, tocadores de Blu-ray e computadores Vaio. Os usuários poderão usar os mesmos nome de usuário e carteira para esses serviços e para a PlayStation Network.

O Giz US ainda destacou os earbuds com cancelamento de ruído MDR-NC300D, que usam a mesma tecnologia dos respeitados MDR-NC500D. Por US$ 300, eles oferecem supostos 98,4% de redução de ruído ambiente. Funcionam com uma pilha AA por aproximadamente 20 horas.

E ainda teve isto:

Meus olhos!