A Sony apresentou no Brasil seus novos produtos para 2017 durante um evento em São Paulo na última quarta-feira (7), entre eles uma TV para poucos, a XBR Z9D. Para poucos porque, com 100 polegadas, é preciso ter uma sala enorme. E o preço é só um detalhe: R$ 350 mil.

• Ambilight e Ambilux são destaques no lançamento das novas linhas de TVs Philips no Brasil
• As TVs de 1920 tinham telas do tamanho de uma tampinha de garrafa e 30 linhas de resolução

É o modelo que reúne as melhores tecnologias que a Sony tem nas mãos: o chamado Backlight Master Drive, que divide a tela em micro-zonas e leva pontos de luz a todas as áreas da tela, o XDR PRO que funciona como um HDR, aumentando o contraste das imagens e realçando as diferenças entre os tons de pretos e brancos, além do processador 4K HDR X1 Extreme, responsável por gerenciar todas essas otimizações e aplicar upscalling às imagens – técnica na qual as resoluções menores passam por um processamento que busca simular uma qualidade maior –, trabalhando na palheta de cores de 14 bits. Ela vem com a plataforma do Android TV.

• Leia mais: O que diabos é HDR?

O preço exorbitante não tem a ver só com as tecnologias aplicadas ao televisor, a versão menor da XBR Z9D é bem mais barata. Com display de 75 polegadas, o consumidor paga meros R$ 50 mil e leva pra casa todo esse pacote. Por que as 25 polegadas a mais custam R$ 300 mil? A Sony cita alguns fatores: a produção não é local e importar um produto desse tamanho não é muito barato e não é possível reaproveitar nada do painel, já que ela tem um corte específico. Para efeito de comparação, ela tem o tamanho de um piano de cauda, visto de cima. São 2,26 metros de largura e 1,72 metro de altura.

Se você tiver R$ 350 mil sobrando e quiser comprar uma dessas, é preciso encomendar com a Sony. Se você for ansioso, o modelo menor tem a pronta entrega.