A Sony fez certo barulho durante a Mobile World Congress, feira de tecnologia realizada anualmente em Barcelona (Espanha), com os smartphones Xperia XZ2 e XZ2 Compact. Agora, os dois modelos foram anunciados ao mercado brasileiro, partindo de R$ 3.300. Os aparelhos terão pré-venda, que será iniciada em 22 de maio.

A Sony está de volta ao jogo com o Xperia XZ2 e XZ2 Compact
Google Lens: recurso que reconhece textos de imagens chega ao Brasil ainda em maio

Os smartphones finalmente saíram daquele visual mais quadradão da Sony. Agora, contam com bordas arredondadas e telas que ocupam a maior parte da frente do dispositivo. De modo geral, os dois lançamentos têm características bem parecidas. Então, vou começar pelo que é comum a eles e depois abordar eventuais diferenças.

O “recheio” dos dois dispositivos é praticamente o mesmo. Ambos contam com o processador Qualcomm Snapdragon 845 octacore com chip x20 LTE (na prática, isso quer dizer que suporta redes móveis gigabit), 64 GB para armazenamento (expansível com cartão de memória), 4 GB de RAM e Android Oreo 8.0. Já a câmera conta com uma série de recursos espertos, como a possibilidade de gravar em 4K HDR e em super slow motion a 960 quadros por segundo. O sensor principal é de 19 megapixels, com abertura f/2.0, enquanto o do frontal é de 5 megapixels.

Agora, vamos às diferenças. Começando pelo tamanho dos aparelhos. O Xperia XZ2 tem uma tela FullHD 18:9 de 5,7 polegadas, enquanto seu irmão menor, o XZ2 Compact, tem um display 18:9 de 5 polegadas, também FullHD. Logo, como é de se esperar, a bateria deles é diferente. O primeiro tem 3.180 mAh, enquanto o segundo tem 2.870 mAh.

Outra diferença deles diz respeito ao corpo do aparelho. O XZ2 tem um acabamento mais caprichado e é basicamente um “sanduíche de vidro”, enquanto o Compact conta com uma traseira de plástico.

Por fim, o Xperia XZ2 permite carregamento wireless e conta com uma nova tecnologia, que a Sony chama de vibração dinâmica. Basicamente, um sensor presente no smartphone analisa o tipo de som que está tocando e provoca vibrações no aparelho. Na prática, isso pode ser legal enquanto se vê filmes ou se escuta música no dispositivo. No entanto, a ideia não parece muito boa caso seu objetivo seja economizar bateria. De qualquer jeito, seria legal ver a diferença de autonomia do aparelho com esse recurso ativado.

Os aparelhos têm preço sugerido pela Sony de R$ 3.300 (Xperia Z2 Compact) e R$ 3.800 (Xperia Z2).

Se for analisar, o preço está menor do que, por exemplo, o topo de linha da Samsung, o S9, que foi lançado por mais de R$ 4.000. Pelo menos, os dois aparelhos da Sony são bem parecidos, enquanto os da fabricante sul-coreana têm diferenças significativas no conjunto de câmeras.

Foto do topo: Sam Rutherford/Gizmodo